Raspagem periodontal e seu papel no controle das doenças gengivais

Raspagem periodontal

12/07/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Ao escovar os dentes em frente ao espelho, muitas pessoas acabam se deparando com uma espécie de linha amarela na superfície dental, na parte mais próxima à gengiva.

Nessa hora, bate aquele desespero e grande parte já trata de reforçar a escovação e apela para o fio dental.

Mas nada de diferente acontece. Sabe o que é isso? Sinal de que uma raspagem periodontal se faz necessária.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Além de entender o que é essa linha amarelada, como ela se forma e suas consequências, você irá conhecer como funciona a raspagem periodontal, seus objetivos e resultados.

Veja tudo que será abordado sobre o assunto:

  • Sinais de que você precisa passar por uma raspagem periodontal
  • Acúmulo de placa bacteriana e tártaro causa doenças periodontais
  • Os objetivos e benefícios da raspagem periodontal
  • Como diminuir o sangramento na hora da raspagem
  • Entenda como é feita a raspagem periodontal
  • Dói para realizar a raspagem periodontal?
  • Cirurgia pode ser necessária em alguns casos
  • Raspagem periodontal também é etapa importante em outros tratamentos
  • Como manter a periodontite controlada
  • Doenças periodontais podem ser prevenidas através de pequenos cuidados

Sinais de que você precisa passar por uma raspagem periodontal

Se você chegou nesse artigo porque está se perguntando se precisa ou não passar por uma raspagem periodontal, existem alguns sinais que podem te ajudar a chegar a uma conclusão.

Quando nos alimentamos e não realizamos uma higiene bucal eficiente, nossa cavidade bucal fica suscetível à ação dos microrganismos que formam a placa bacteriana na superfície dental.

Nesse estágio, geralmente reforçar os hábitos de higiene bucal costuma ser suficiente. O que significa escovar os dentes associado ao uso do fio dental.

Por outro lado, quando essa placa bacteriana não é removida adequadamente, ela acaba se acumulando e se transformando em uma película endurecida, que é o tártaro.

Neste caso, o paciente precisará da ajuda de um dentista para eliminá-lo. É justamente aí que entra a raspagem periodontal.

Um procedimento que também deve ser realizado quando o paciente enfrenta problemas como cálculos dentários, infecção bucal e retração gengival.

Ou até mesmo para aqueles que se encontram com a gengiva vermelha em virtude da atividade bacteriana, que libera toxinas e causam sua inflamação e sangramento.

Gengiva sangrando: conheça as principais causas e tratamentos

E, ainda, apresentam bolsas periodontais, mau hálito ou risco de perda dentária.

Contudo, é necessário que o procedimento seja indicado por um profissional dentista, após avaliação do caso.

Agora quer entender melhor o que é essa raspagem periodontal, como ela é feita e seus benefícios? Basta continuar lendo esse artigo!

Acúmulo de placa bacteriana e tártaro causa doenças periodontais

Mas, antes, precisamos falar sobre as consequências do acúmulo de placa bacteriana e tártaro. Engana-se quem pensa que o sangramento e o mau hálito são as únicas.

A halitose e as doenças da boca

Quando o paciente se recusa a realizar o tratamento no momento adequado, o problema pode evoluir para doenças periodontais.

A começar pela gengivite que, se não for tratada corretamente, se transforma em periodontite, uma doença que não tem cura, apenas controle.

E, se nada for feito, o tecido que dá suporte e sustentação aos dentes pode ser deteriorado, ocasionando mobilidade e até mesmo perda dental.

Veja também: Periodontite é uma das principais causas de perda dentária

Os perigos da gengivite: entenda o que causa e como prevenir

Os objetivos e benefícios da raspagem periodontal

Em primeiro lugar, é preciso entender que o objetivo da raspagem periodontal é justamente remover, de forma mecânica, o acúmulo de tártaro ou cálculo dental que está aderido à superfície e ao nível da raiz dentária.

Mas não somente isso. O procedimento também ajuda a eliminar o material que causa a atividade bacteriana e prejudica o periodonto, descontaminando a superfície radicular.

Possibilitando, assim, que a gengiva cicatrize e retorne à posição original. E, sobretudo, que sua saúde seja restabelecida.

O que, consequentemente, ajuda a evitar e controlar o avanço das doenças periodontais e minimizar outros problemas.

Doenças periodontais são uma ameaça à saúde bucal e podem levar à perda de dentes

Como sangramentos gengivais, mobilidade dental, perda óssea e dentária. Outra vantagem da raspagem periodontal é o alisamento dos dentes e raiz.

O tratamento também é conhecido como Raspagem e Alisamento Radicular (RAR) ou Raspagem, Alisamento, Polimento Dental (RAPD).

Como diminuir o sangramento na hora da raspagem

raspagem periodontal

Sangramento gengival pode ser sinal de gengiva inflamada

Quando a gengiva está inflamada, é esperado que ocorra sangramento durante a raspagem periodontal, o que pode dificultar a identificação do cálculo dental.

Para minimizar esse risco, alguns profissionais dentistas costumam recomendar bochecho com digluconato de clorexidina a 0,12% antes da primeira sessão.

Trata-se de um enxaguante bucal com ação antifúngica e bactericida, que deve ser utilizado apenas sob recomendação profissional.

O procedimento deve ser realizado duas vezes ao dia, por um período que não ultrapasse 20 dias.

Dependendo do caso, alguns odontólogos também acabam recomendando medicações antibióticas e anti-inflamatórias.

Entenda como é feita a raspagem periodontal

Muitas pessoas acabam confundindo a raspagem periodontal com a limpeza dental, mas a verdade é que os dois procedimentos são diferentes.

A importância da limpeza dental na prevenção de doenças bucais

A raspagem é realizada no próprio consultório odontológico, após um exame completo da boca.

Dependendo da situação do paciente, muitas vezes uma sessão não é suficiente para remover todo o tártaro ou cálculo dental.

Geralmente, o profissional dentista inicia o procedimento com a utilização de um ultrassom para remover, por meio de vibrações, a placa e película bacteriana e o tártaro.

A técnica é realizada tanto na superfície dos dentes, na parte inferior, quanto na região abaixo da linha da gengiva. Mas, ainda assim, não é capaz de remover todo material.

Por isso, o processo tem continuidade com o uso de um instrumento manual, que leva o nome de cureta, para remover os resíduos.

Alguns periodontistas optam por afiá-la com uma pedra de afiação com o argumento de que, desta forma, o processo demanda menos força, raspa melhor e risca menos a região.

Depois, é hora do alisamento radicular, uma etapa que consiste na raspagem da raiz do dente, para alisar as áreas irregulares e reduzir a inflamação.

Por fim, o profissional realiza o polimento dental, também conhecido como profilaxia, para deixar os dentes e raízes lisos e evitar o aumento do acúmulo de placa e cálculo.

Dói para realizar a raspagem periodontal?

Uma das perguntas mais comuns quando se trata de raspagem periodontal é se o procedimento causa é doloroso.

A verdade é que, se o tecido gengival estiver sensível e inflamado, o paciente pode sim sentir dor na hora da raspagem.

Mas dependendo do caso, alguns profissionais optam por realizar o procedimento sob efeito de anestesia local para minimizar o desconforto.

Além disso, quando os dentes apresentam sensibilidade, também pode ser indicado o uso de um creme dental dessensibilizante.

Cirurgia pode ser necessária em alguns casos

Por outro lado, quando o tártaro ou cálculo dental ultrapassam a margem da gengiva, a realização de uma cirurgia se faz necessária.

Neste procedimento, o objetivo é expor as superfícies das raízes dentárias, a fim de possibilitar uma melhor raspagem periodontal.

Após feito isso, a gengiva é suturada e passa por um processo de cicatrização, o que contribui para a eliminação da doença.

Raspagem periodontal também é etapa importante em outros tratamentos

raspagem periodontal

Raspagem periodontal não é feita apenas em casos de doenças gengivais, mas também como preparação para outros procedimentos

Para quem não sabe, a raspagem periodontal também costuma ser indicada antes de alguns procedimentos.

Tais como cirurgias gengivais, implantes e próteses dentárias, reabilitação oral, tratamentos ortodônticos, lentes de contatos dentais e tratamento para ATM.

Isso com o objetivo de eliminar os possíveis focos de infecção localizados nos dentes e assegurar que a gengiva está saudável.

E reduzir as possibilidades de falhas a médio ou longo prazo.

Como manter a periodontite controlada

Como já mencionado anteriormente, a periodontite é uma doença que não tem cura, apenas controle.

E para mantê-la controlada, além de passar pela Terapia Periodontal de Suporte, o paciente precisa realizar manutenções semestrais.

Em alguns casos, o profissional dentista também pode prescrever o uso de antibióticos para exterminar as bactérias que causam a doença.

Doenças periodontais podem ser prevenidas através de pequenos cuidados

Para não chegar ao ponto de precisar passar por uma raspagem periodontal dolorosa ou mais profunda, alguns cuidados devem ser tomados na rotina de higienização oral.

A começar pela escovação dos dentes, que deve ser realizada pelo menos três vezes ao dia, sobretudo após as refeições.

Como escolher a melhor escova dental?

Alguns profissionais costumam recomendar cremes dentais com alto poder antibacteriano, para reduzir a formação de placa ao longo da linha da gengiva e prevenir o sangramento gengival.

O fio dental também deve ser utilizado diariamente, preferencialmente antes de dormir, e da forma correta.

Fio dental para dentes: descubra a forma correta de utilizá-lo

Além disso, é extremamente importante manter visitas regulares ao consultório odontológico e realizar a limpeza dental de seis em seis meses.

Cigarro, stress, baixa imunidade, determinados medicamentos e maus hábitos alimentares também podem deixar a gengiva suscetível às infecções causadas pela ação das bactérias.

Por isso, também é muito importante investir em hábitos saudáveis. Entre eles, o consumo adequado de água.

Desta forma, raramente você precisará passar por uma raspagem periodontal.

Você também vai gostar de ler