Por que algumas pessoas têm dor de dente ao comer doce?

dor de dente ao comer doce

17/02/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Para algumas pessoas, a sobremesa é a parte mais esperada da refeição. Mas, infelizmente, nem todo mundo consegue saboreá-la como gostaria. Por incrível que pareça, há quem apresente dor de dente ao comer doce.

Isso mesmo! Ao contrário do que se acredita, não são somente os alimentos gelados ou quentes demais que causam esse tipo de desconforto. Os doces muitas vezes também precisam ser excluídos do cardápio para preservar a saúde bucal.

Mas a grande questão é que existe um problema dentário comum por trás desta situação. Continue lendo esse artigo para saber do que estamos falando, porque essa dor de dente ao comer doce acontece e como ela pode ser prevenida e tratada.

Para falar sobre o assunto, abordaremos as seguintes questões:

Dor de dente ao comer doce

Como é essa dor de dente ao comer doce

Por que isso acontece?

O funcionamento de cada parte do dente

O que é a sensibilidade dentária

Situações que podem justificar a dor de dente ao comer doce

Outros tipos de alimentos e bebidas também podem causar sensibilidade

O que fazer quando a dor de dente ao comer doce aparece?

O melhor tratamento para a sensibilidade dentária

Os principais procedimentos

É possível prevenir a dor de dente ao comer doce? 

Dor de dente ao comer doce

dor de dente ao comer doce

Dor de dente ao comer doce é mais comum do que se imagina

Guloseimas, sobremesas e alimentos açucarados muitas vezes são cortados do cardápio de quem deseja emagrecer ou simplesmente manter a saúde em dia.

Mas essas não são as únicas razões desta restrição. Algumas pessoas acabam sendo “obrigadas” a eliminar o doce da dieta porque mal conseguem saboreá-lo.

Pelo contrário, o consumo do açúcar acaba sendo sinônimo de dor nos dentes. Apesar de soar estranho para alguns, a dor de dente ao comer doce é mais comum do que se imagina.

A questão é que ela acaba se manifestando de diferentes formas, conforme veremos logo a seguir.

Como é essa dor de dente ao comer doce

De um lado, estão as pessoas que relatam incômodos e desconfortos somente quando comem doce em excesso e, por isso, acabam não dando muita importância para o problema.

Do outro, estão aquelas que sentem dor de dente já nas primeiras mordidas.

Em muitos casos a dor é comparada à sensação de um leve choque, que costuma durar alguns segundos.

Mas em outros ela pode se manifestar de forma aguda, inclusive como se um ar gelado estivesse entrando e saindo pela boca e atingindo os dentes.

Por que isso acontece?

O normal é as pessoas interpretarem a dor de dente ao comer doce como um diagnóstico de cárie dentária, mas a questão é muito mais ampla.

Este incômodo ao ingerir alimentos açucarados está diretamente associado à hipersensibilidade dentinária cervical, popularmente conhecida como sensibilidade dentária.

A cárie pode sim causar sensibilidade nos dentes, mas conforme veremos mais adiante, esse é um sintoma presente em várias outras alterações bucais.

A questão é que o doce é rico em carboidratos fermentáveis que, quando se juntam às bactérias da cavidade bucal, resultam em ácidos que ocasionam a erosão do esmalte dentário.

Ou seja, quanto mais doce, mais ácido é produzido. E, consequentemente, mais o esmalte protetor é desgastado e o dente danificado.

O funcionamento de cada parte do dente

Esmalte, dentina e polpa

Esmalte, dentina e polpa constituem a estrutura do dente

Antes de saber como a sensibilidade dentária acontece, é importante entender primeiramente como é a estrutura do dente e o papel de cada elemento dentário.

O esmalte é a camada que envolve o dente e protege suas estruturas internas de problemas bucais.

A dentina fica atrás dele e tem o papel de absorver os impactos externos causados por alimentos ou desgastes, além de ser responsável pela área sensitiva do dente.

Já a polpa dentária é a parte nervosa. Sua principal atribuição é manter a vitalidade do elemento dental.

O que é a sensibilidade dentária

A sensibilidade dentária surge justamente quando o esmalte sofre desgastes e perde seu fator protetor.

Isso, consequentemente, acaba expondo a dentina. E, quando desprotegida, ela não consegue impedir o contato de alimentos, placa e ácidos com a polpa do dente.

É aí que surge a irritação e a sensação de dor. Em casos mais graves, pode acontecer inclusive uma exposição da raiz dental.

A estimativa é de que 35% da população mundial, sendo cerca de 15 milhões de brasileiros, sofram de hipersensibilidade dentinária cervical.

Esta disfunção é mais comum entre pessoas na faixa etária dos 20 aos 40 anos, mas também pode acometer indivíduos de outras idades.

Situações que podem justificar a dor de dente ao comer doce

Conforme já pontuado anteriormente, a dor de dente ao comer doce é uma consequência da sensibilidade dentária.

E esta sensibilidade nos dentes pode ser ocasionada pelos mais diferentes fatores.  Confira alguns deles:

É importante destacar que, não se sabe porque, mas algumas pessoas têm uma tendência maior a desenvolver sensibilidade dentária.

Outros tipos de alimentos e bebidas também podem causar sensibilidade

dor de dente ao tomar café

O café também pode causar dor no dente, tanto por sua acidez, quanto pela temperatura

Outro fato que merece atenção é que, além do doce, outros tipos de alimentos e inclusive bebidas também podem causar dor no dente, quando consumidos.

É o caso dos que apresentam uma maior acidez, como refrigerante, cerveja, café, vinagre, laranja, limão, catchup e até mesmo maçã e tomate.

A temperatura também pode influenciar. Alimentos gelados ou quentes demais, como um sorvete ou sopa, respectivamente, podem acender o alerta de dentes sensíveis.

O que fazer quando a dor de dente ao comer doce aparece?

Quando a dor de dente ao comer doce surge, mas é leve e passa rapidamente, a tendência do indivíduo é deixar o problema cair no esquecimento.

Muitos ainda preferem buscar soluções caseiras na internet para não “perder tempo” indo ao dentista ou por acreditarem que não há nada demais nessa situação.

Mas essas não são as melhores soluções. O ideal é que o paciente procure um profissional dentista, assim que possível, para investigar a gravidade do caso.

As visitas periódicas ao consultório odontológico também podem ajudar no diagnóstico precoce.

Mesmo se o problema ainda estiver no início, a ida ao dentista não será perda de tempo, pois o profissional poderá repassar as devidas orientações para controle da dor.

E, assim, reduzir os riscos de agravamento do caso e, até mesmo, de comprometimento da estrutura dental.

O melhor tratamento para a sensibilidade dentária

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o tratamento irá depender do grau de desconforto apresentado pelo paciente.

Além disso, a atuação do profissional dentista não se restringe ao tratamento dos sintomas, mas sobretudo à eliminação dos fatores que causam a dor de dente ao comer doce.

É por este motivo também que não é possível determinar o melhor tratamento para a sensibilidade dentária.

O procedimento mais adequado irá depender do que está causando esse incômodo e, portanto, variar de pessoa para pessoa.

Outra questão que merece destaque é que esta dor ao comer doce não costuma ser eliminada, mas apenas controlada.

Isso significa que a situação pode parecer solucionada enquanto o tratamento estiver sendo realizado, mas voltar a aparecer caso o paciente deixe de seguir as orientações do profissional dentista.

Os principais procedimentos

Bochechos com soluções mais concentradas de flúor podem ser indicados para tratar a dor de dente ao comer doce

Conforme pontuado anteriormente, a indicação de tratamento para quem apresenta dor de dente ao comer doce irá depender de uma série de fatores.

Mas, aqui, listaremos os métodos mais comuns.

Desde os mais simples, que podem ser realizados em casa, pelo próprio paciente, mas com orientação do profissional dentista.

Até as intervenções que são exclusivas do ambiente do consultório odontológico. Confira:

  • Uso de creme dentais específicos para dentes sensíveis
  • Bochechos com soluções mais concentradas de flúor
  • Aplicação profissional de vernizes de flúor
  • Restauração das áreas sensibilizadas
  • Laser de baixa intensidade
  • Tratamento de canal, quando a polpa do dente é danificada
  • Entre outras

É possível prevenir a dor de dente ao comer doce?

A principal forma de prevenir a dor de dente ao comer doce e tantas outras alterações bucais é por meio de uma boa e adequada higiene bucal.

Isso porque uma boa saúde bucal é fruto de cuidados básicos e rotineiros.

É imprescindível que toda a placa bacteriana que insiste em se acumular nos elementos dentais seja retirada e que todas as superfícies dos dentes sejam limpas.

Para isso, é preciso investir em uma escova com cerdas macias, em um creme dental fluoretado e realizar a escovação com movimentos leves e suaves.

O uso diário de fio dental também é importante para retirar os restos de alimentos dos locais de difícil acesso e remover a placa bacteriana.

Mas, atenção! O recomendável é evitar escovar os dentes imediatamente após o consumo de alimentos ácidos.

O ideal é aguardar cerca de 30 minutos para minimizar o risco de desgastes e, consequentemente, evitar o aparecimento de desconfortos similares à dor de dente ao comer doce.

Você também vai gostar de ler