Pasta de dente vegana: descubra como é feita e seus benefícios

pasta de dente vegana

15/03/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Você sabia que, hoje em dia, já é possível encontrar pasta de dente vegana?

Com o crescimento do veganismo e fortalecimento do consumo consciente, o mercado tem investido em alternativas cada vez mais sustentáveis, inclusive no âmbito da higiene bucal.

Não é à toa que, além da pasta de dente vegana, já existem antissépticos bucais, escovas de dente, fios dentais, entre outros produtos menos prejudiciais à saúde do homem e do planeta.

Mas você sabe dizer no que a pasta de dente vegana se diferencia? Quais suas vantagens e se ela realmente é eficiente na higienização e no combate às doenças bucais?

Nesse artigo, você irá conferir as respostas destas e de outras perguntas. Veja:

Por que utilizar a pasta de dente vegana?

Como saber se a empresa testa ou não seus produtos em animais

Pasta de dente vegana: uma opção mais natural e menos tóxica

Não deixe de ler o rótulo

Produtos de origem animal comuns nos cremes dentais

A composição da pasta de dente vegana

Pasta de dente caseira pode ser uma alternativa

Alguns cuidados que devem ser tomados independentemente do tipo de creme dental

Por que utilizar a pasta de dente vegana?

O veganismo vem ganhando adeptos no país. É um estilo de vida que visa, acima de tudo, preservar os animais e garantir, de diferentes formas, seus direitos.

Apesar de ser comumente relacionado ao consumo de alimentos que não são de origem animal, ele não se restringe à alimentação, como muitos pensam.

Pessoas que adotam esse estilo de vida também fazem questão de evitar, e até mesmo boicotar, marcas que testam seus produtos finais em animais.

Tanto de forma direta, quanto indireta. O que inclui os fornecedores fabricantes dos ingredientes e matérias primas utilizados no produto, que também não devem realizar este tipo de experimento.

Além, claro, de não consumirem produtos que apresentam qualquer ingrediente de origem animal em sua composição.

O creme dental é um item que está fortemente presente na nossa rotina, já que muitos de nós escovamos os dentes no mínimo três vezes ao dia.

Além do fato de muitas marcas adotarem substâncias de origem animal, ainda existem outros ingredientes considerados tóxicos em sua composição e todo processo químico envolvido.

Isso, por si só, já acende um alerta para o consumo consciente de produtos de higiene bucal.

É por isso que a pasta de dente vegana é um item tão procurado por este público e que vem ganhando espaço no mercado.

Como saber se a empresa testa ou não seus produtos em animais

cruely free

Cruelty free é o termo utilizado para designar as empresas que não testam seus produtos em animais

Para quem não sabe, os testes em animais são bastante comuns na indústria cosmética, mas algumas empresas já vêm substituindo este processo por testes in vitro ou com humanos, por exemplo.

O termo cruelty free é utilizado justamente para identificar as empresas que não realizam esse tipo de procedimento.

Em alguns casos, essa informação pode ser conferida no próprio rótulo ou embalagem, contudo, nem sempre isso acontece.

A boa notícia é que, no Brasil, o Projeto Esperança Animal (PEA) conta com uma plataforma online com os nomes das empresas e marcas amigas dos animais.

A organização, inclusive, concede um selo de Produto Não Testado em Animal após um processo de recebimento e análise documental.

Mas vale ressaltar que o fato de ser cruelty free não necessariamente significa que o produto seja livre de ingredientes de origem animal.

Pasta de dente vegana: uma opção mais natural e menos tóxica

Além de não apresentar substâncias de origem animal, a pasta de dente vegana é uma opção de creme dental mais natural e menos tóxica.

Como este tipo de produto conta com ingredientes naturais em sua composição, é vista como uma alternativa para reduzir o contato com compostos nocivos à saúde.

Isso porque muitas substâncias químicas são associadas à problemas como alergia, inflamações e até doenças autoimunes.

Além de contribuir para a saúde geral, também é uma forma de ajudar o meio ambiente e o planeta.

Muitos não sabem, mas os cremes dentais industrializados contêm microesferas de plástico em sua composição que podem, inclusive, favorecer aparecimento de doenças periodontais.

Outra questão é que a maioria das embalagens são feitas de plástico e, como são raramente lavadas antes do seu descarte, acaba comprometendo o processo de reciclagem.

Já as pastas de dente veganas costumam ser comercializadas em embalagens recicláveis.

Não deixe de ler o rótulo

Para quem busca uma opção de creme dental vegano, é imprescindível ler os ingredientes descritos no rótulo do produto.

Isso porque, conforme já pontuado, nem todas as marcas adotam o selo vegano ou indicam de forma clara que o produto se enquadra nessa categoria.

Além disso, é comum nos depararmos com alguns nomes difíceis e indecifráveis, que acabam ajudando a camuflar determinados ingredientes.

Neste caso, talvez seja mais interessante evitar esse tipo de produto e procurar uma outra marca com identificações mais claras e diretas.

Produtos de origem animal comuns nos cremes dentais

Alguns ingredientes de origem animal são recorrentes nas fórmulas das pastas de dentes, mas nem todo mundo consegue fazer essa identificação de forma imediata.

Um dos exemplos são os resíduos ósseos que, apesar de existirem versões veganas no mercado, há casos em que o cálcio é proveniente da farinha dos ossos de animais.

A glicerina é outro caso, já que também pode ser originada da gordura animal ou do óleo vegetal.

Outro ingrediente de origem animal comum é o própolis, que consiste na seiva da árvore utilizada pelas abelhas para selar suas colmeias.

O pólen também costuma ser encontrado, apesar de muitos não darem a devida importância para este ingrediente por não se tratar do mel, de fato.

Contudo, os grãos de pólen são misturados com o néctar ou mel, bem como às enzimas digestivas secretadas pelas abelhas operárias.

A composição da pasta de dente vegana

pasta de dente vegana

Óleo de coco, hortelã e argila branca são alguns dos ingredientes comuns na pasta de dente vegana

Conforme vimos anteriormente, a pasta de dente vegana não possui ingredientes sintéticos e químicos em sua composição, assim como corantes e conservantes artificiais.

Ela é produzida a partir de matérias-primas orgânicas e naturais que possuem ações antibacteriana, antifúngica e anti-inflamatória, entre outras.

Óleo de coco, hortelã, melaleuca, argila branca, malva e xylitol são alguns dos ingredientes comuns nesse tipo de produto. Assim como o carvão ativado, que é bastante associado ao clareamento dos dentes.

Isso significa que, apesar de ser livre de flúor, triclosan, lauril sulfato de sódio, parabenos e sulfatos, por exemplo, elas continuam sendo capazes de eliminar as bactérias que causam a cárie, a placa bacteriana e o mau hálito.

E, mais, ainda pode ajudar a prevenir gengivite e outras doenças periodontais e até a contribuir para o clareamento dos dentes.

Algumas marcas já contam até com uma linha infantil, com extrato de banana, camomila e erva cidreira para deixar o sabor mais atraente.

Pasta de dente caseira pode ser uma alternativa

Por conta das questões mencionadas anteriormente, muitas pessoas se preocupam com o risco de acabarem utilizando, sem saber, um creme dental que é testado em animais ou que conta com ingredientes de origem animal.

Além disso, há fabricantes que apesar de oferecerem produtos veganos, utilizam componentes de origem animal em outros itens.

Com isso, em virtude do compartilhamento de maquinários, até mesmo os produtos certificados podem possuir traços desses ingredientes de forma não intencional.

É por isso que produzir a própria pasta de dente acaba sendo a melhor alternativa para algumas pessoas.

Desta forma, além de ter controle sobre cada substância utilizada na receita, o indivíduo pode escolher os ingredientes naturais de sua preferência.

Além disso, como a pasta de dente vegana não é fácil de ser encontrada em qualquer lugar e nem sempre tem um valor acessível, o creme dental caseiro também ganha destaque pelo seu baixo custo.

Hoje em dia, em uma rápida pesquisa na internet, é possível acessar as mais diferentes receitas de pasta de dente caseira.

E muitas delas utilizam ingredientes que podem ser facilmente encontrados em qualquer mercado, loja de produto natural ou até mesmo em casa.

Mas é importante conhecer a ação dos ingredientes sugeridos e se atentar à abrasividade, entre outros cuidados.

Outra questão é que a pasta de dente caseira geralmente é armazenada em potes de vidro, o que acaba contribuindo para a diminuição do descarte de embalagens plásticas.

Alguns cuidados que devem ser tomados independentemente do tipo de creme dental

Independentemente do tipo de creme dental escolhido, alguns cuidados devem ser tomados em relação à higienização para garantir a manutenção da saúde bucal.

Além de realizar a escovação ao menos três vezes ao dia, principalmente após as refeições e antes de dormir, é preciso utilizar uma escova de dente adequada e trocá-la no período certo.

Outra questão que muitos desconsideram é que não é preciso colocar uma grande porção de pasta de dente na escova.

Entre crianças, por exemplo, basta uma quantidade referente à um grão de arroz, enquanto em adultos é algo similar ao tamanho de uma ervilha.

O processo de escovação também não pode ser muito rápido e nem ser realizado com muita força.

É preciso passar a escova nas superfícies externa e interna dos dentes, na parte interna das bochechas e na língua, além de utilizar o fio dental ao menos uma vez por dia.

Sem esquecer da importância em manter consultas regulares com um profissional dentista para acompanhar, de perto, a saúde bucal.

Vale, inclusive, aproveitar a oportunidade para conversar com o odontólogo de sua confiança e tirar todas as dúvidas sobre a utilização da pasta de dente vegana.

Você também vai gostar de ler