Odontologia Esportiva previne lesões e melhora rendimento físico de atletas

odontologia esportiva

08/02/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Você sabia que existe uma especialidade odontológica voltada especificamente para a saúde bucal de atletas, sejam amadores ou profissionais? Trata-se da Odontologia Esportiva ou Odontologia do Esporte.

Apesar de não ser muito conhecida ou comentada, esta área de atuação do cirurgião-dentista não é de hoje. Ela foi reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), no final de 2015, após muitos debates.

Neste artigo você vai entender os fatores que motivaram a criação desta especialidade, sua importância, bem como as áreas de competência e de atuação do especialista neste ramo.

Veja todos os pontos que serão abordados sobre o assunto:

O processo de reconhecimento da especialidade em Odontologia Esportiva

O que é a Odontologia Esportiva e quais são seus objetivos

Por quê a Odontologia Esportiva se faz importante e necessária

Alterações bucais comuns entre os atletas

O melhor protetor bucal

Cuidados com o doping

Outras áreas de competência do especialista em Odontologia Esportiva

O processo de reconhecimento da especialidade em Odontologia Esportiva

No ano de 2012, um grupo de profissionais dentistas que tinham algum tipo de relação com a Odontologia Esportiva decidiram se unir e formar a Academia Brasileira de Odontologia do Esporte (ABROE).

A instituição foi criada na cidade do Rio de Janeiro, com o propósito de fortalecer e ajudar no reconhecimento desta especialidade, bem como ser a base reguladora da Odontologia do Esporte.

Em outubro de 2014, durante a III Assembleia Nacional de Especialidades Odontológicas (ANEO), realizada na cidade de São Paulo (SP), a classe odontológica formalizou o pedido de reconhecimento.

Praticamente um ano depois, o Conselho Federal de Odontologia publicou a Resolução 160/2015 reconhecendo a Odontologia do Esporte, assim como a Acupuntura e a Homeopatia, como especialidades odontológicas.

Conforme destacado pelo próprio presidente da entidade na época, a decisão foi baseada em muitos debates e na verificação das necessidades do estado geral da saúde do paciente, na odontologia, e pensando em beneficiar toda a população.

Assim como aconteceu com outras áreas do conhecimento que viram a necessidade de oferecer um suporte específico aos atletas. A exemplo da Medicina do Esporte, Fisioterapia do Esporte e Psicologia do Esporte, entre outras.

O que é a Odontologia Esportiva e quais são seus objetivos

odontologia esportiva

Especialista atua na prevenção de lesões durante a prática esportiva

Conforme mencionado anteriormente, a Odontologia Esportiva ou Odontologia do Esporte nada mais é do que uma especialidade odontológica.

Segundo consta na própria resolução normativa do Conselho Federal de Odontologia, entre seus principais objetivos estão a investigação, prevenção, tratamento, reabilitação e compreensão da influência das doenças da cavidade bucal no desempenho dos atletas profissionais e amadores.

Além disso, a especialidade Odontologia Esportiva também foi reconhecida com a finalidade de melhorar o rendimento esportivo desses atletas, bem como prevenir lesões durante a prática esportiva, principalmente.

Isso considerando as particularidades e especificidades fisiológicas dos atletas, a modalidade que praticam e as regras do respectivo esporte.

Por quê a Odontologia Esportiva se faz importante e necessária

A Odontologia Esportiva se faz importante e necessária por diversos motivos. A começar pelo fato de que a saúde bucal está diretamente associada à saúde geral de qualquer indivíduo. E vice-versa.

Além disso, todos sabemos que o surgimento de problemas bucais pode acabar causando prejuízos em outras áreas da nossa vida.

No caso de um atleta com algum tipo de inflamação ou infecção, por exemplo, a dor causada pela alteração bucal pode ser tão grande, a ponto de comprometer seu rendimento físico.

Outra questão é que, por conta disso, ele pode se ver obrigado a faltar treinos ou até mesmo perder alguma competição para a qual passou anos se preparando.

Vale ressaltar, ainda, que o universo do esporte e a profissão de atleta têm algumas especificidades que não podem ser desconsideradas. É o caso das medicações.

Se por ventura um profissional dentista prescreve uma substância proibida para tratar determinada doença e ela é identificada no exame antidoping, esse comportamento pode acabar resultando na suspensão do atleta.

Sem contar o alto risco de lesões bucais e dentárias que, se não forem tratadas prontamente, podem resultar em maiores complicações.

Alterações bucais comuns entre os atletas

Existem alterações bucais que são especialmente comuns entre os atletas e que podem comprometer diretamente seu desempenho. Confira algumas delas e de que forma são prejudiciais no meio esportivo:

Infecções: além de afetar o rendimento do atleta, as infecções endodônticas e periodontais podem refletir no aumento de lesões articulares e prejudicar o tratamento de lesões musculares

Apertamentos: atletas de várias especialidades podem registrar apertamento dental por conta da fadiga causada pela prática esportiva. E, consequentemente, sofrerem de desgaste dentário, dores de cabeças, etc.

Perda dentária: além da questão estética, a perda dentária pode comprometer a mastigação e, portanto, o aproveitamento alimentar. Desta forma, a absorção de nutrientes e a produção de energia também podem ser prejudicadas.

Problemas respiratórios: muitos atletas apresentam a síndrome do respirador bucal que, em virtude do menor aproveitamento do oxigênio, pode resultar em perda de rendimento.

Desgaste dentário: o uso excessivo de energéticos e isotônicos é um dos fatores que podem provocar erosão e abfração dentária e, desta forma, afetar a nutrição do atleta por conta da sensibilidade

Traumatismos orofaciais: além de prejudicar a participação do atleta em competições, esses traumas muitas vezes acabam demandando substituição artificial ou permanente, como implantes e próteses.

-Entre outras.

Cabe ao profissional dentista especialista em Odontologia Esportiva prevenir essas e outras lesões, bem como adotar os protocolos cirúrgicos e de pronto atendimento necessários para tratá-las, quando for o caso.

O melhor protetor bucal

protetor bucal

A confecção de protetores bucais sob medida é uma das áreas de atuação do especialista em Odontologia Esportiva

O protetor bucal é uma das principais formas de prevenir traumatismos dentais e bucais durante determinadas práticas esportivas.

Apesar de ser comumente associado ao boxe e a outras lutas de artes marciais, esse acessório também é utilizado em modalidades como futebol, handebol e basquete, por exemplo.

Isso para absorver impactos, bem como evitar problemas como fratura de dentes, ferimento nos lábios e na língua e também preservar queixo e mandíbula, entre outras complicações.

Em lojas de departamentos esportivos, é possível encontrar uma infinidade de modelos de protetores bucais.

Existem os pré-definidos, que geralmente são comercializados nos tamanhos pequeno, médio e grande e demandam apenas um simples encaixe nos dentes.

E os moldáveis, que normalmente são vendidos em tamanho único, mas precisam ser fervidos e depois mordidos para adequar-se aos dentes.

Contudo, esses modelos não são os mais adequados. Pelo contrário, eles podem inclusive gerar problemas ao atleta.

O melhor protetor bucal é, sem dúvidas, aquele personalizado, feito sob medida para cada paciente, a fim de garantir um melhor encaixe na arcada dentária.

E a confecção de dispositivos preventivos, protetores e otimizadores, intra e extra oral do desempenho esportivo, é justamente uma das áreas de competência do especialista em Odontologia do Esporte.

Portanto, o cirurgião-dentista especialista em Odontologia Esportiva é o profissional mais preparado para confeccioná-lo.

Esse tipo de protetor bucal é produzido a partir de um modelo em gesso da boca do atleta. E, depois de pronto, ainda é ajustado em consultório para assegurar o ajuste necessário.

Lembrando que um protetor bucal adequado pode, inclusive, contribuir com a respiração do atleta.

Cuidados com o doping

É comum acompanharmos notícias sobre atletas que foram suspensos de competições por conta de doping, principalmente em época de Copa do Mundo e Olímpiadas.

Isso porque o doping ou dopagem é uma prática considerada desonesta, fraudulenta e indevida no meio esportivo.

Ele é caracterizado pela utilização de substâncias ou métodos proibidos que visam melhorar artificialmente o desempenho esportivo do atleta.

Existe um Código Mundial Antidopagem que determina quais são as substâncias e métodos proibidos a qualquer tempo, em competições e em esportes específicos.

Esta lista é publicada anualmente, com base em estudos da comissão específica da Agência Mundial Antidopagem (AMA) e Agência Mundial Antidoping (WADA).

Mas nem sempre esta é uma situação intencional. Existem casos de atletas que testam positivo nos exames antidoping devido à automedicação para alívio de dores, por exemplo.

Ou as vezes o medicamento pode ser prescrito até mesmo por um médico, mas que desconhece a condição de atleta do paciente e tais restrições.

Isso acontece porque qualquer traço de substância proibida no organismo já é considerado dopagem.

Este é um dos fatores que diferenciam o especialista em Odontologia Esportiva dos profissionais dentistas convencionais, inclusive.

Além da correta prescrição de drogas que possam causar o doping positivo, este profissional é habilitado à aplicação de metodologia para detecção de doping e estresse pela saliva.

Vale ressaltar que, mais do que punições, o doping pode provocar sérios efeitos colaterais e, consequentemente, riscos para a saúde do atleta, inclusive risco de vida.

Outras áreas de competência do especialista em Odontologia Esportiva

odontologia esportiva

Odontologia Esportiva também é voltada para a prevenção da saúde bucal do atleta

Mas a atuação do especialista em Odontologia Esportiva não se resume à confecção de dispositivos preventivos, correta prescrição de drogas e aplicação de metodologia para detecção de doping.

Conforme consta na própria Resolução 160/2015, este profissional dentista atua, sobretudo, dentro dos preceitos da Odontologia no paciente atleta, considerando a sua saúde bucal, e, por extensão, sua saúde geral.

Desta forma, sua área de competência também se estende à realização de avaliações para a prevenção da saúde bucal do atleta. Assim como à promoção de campanhas de educação e prevenção.

Neste caso, o especialista pode inclusive realizar um trabalho com os atletas a respeito das técnicas de higienização oral, hábitos que podem causar cáries e outras doenças, etc.

Além disso, o especialista em Odontologia Esportiva pode atuar tanto em consultório, quanto profissionalmente em treinos e competições de diferentes modalidades esportivas.

Inclusive realizando atendimentos iniciais no local do evento, até mesmo para tratamento dos acidentes orofaciais.

E vale ressaltar ainda que sua atuação não está limitada aos atletas. Este profissional também é capacitado para orientar treinadores, técnicos e dirigentes com informações a respeito de procedimentos de urgência e uso de acessórios de proteção indicados para cada modalidade esportiva, por exemplo.

Conclusão

Aos atletas ou às pessoas que pretendem se tornar esportistas, o ideal é que façam acompanhamento com um profissional dentista especialista em Odontologia Esportiva.

Em um primeiro momento, ele poderá fazer uma avaliação geral, a fim de investigar a existência de alterações bucais que possam afetar diretamente o rendimento físico.

Se algum problema oral for constatado, o tratamento será prontamente iniciado para evitar transtornos na rotina do atleta. Principalmente no que diz respeito à participação em competições.

Outra importante atuação do cirurgião-dentista atuante no ramo da Odontologia do Esporte é a confecção personalizada de protetores bucais.

E também a prescrição cautelosa de medicamentos que não integram a lista de substâncias e métodos proibidos da Agência Mundial Antidopagem (AMA).

Importante lembrar ainda que o profissional dentista especialista em Odontologia Esportiva atua diretamente nas lesões ocasionadas pelas mais diferentes práticas esportivas. Tanto quando surgem, quanto no acompanhamento de possíveis sequelas.

Você também vai gostar de ler