O siso entorta os dentes: Mito ou verdade?

dente siso

19/03/2021 | Por: Odonto Busca Redação

O dente siso, ou melhor, o famoso dente do juízo nasce, normalmente, por volta dos 18 aos de idade. Até por isso recebe esse apelido, que é quando a pessoa também entra em um processo de amadurecimento, marcado pelo fim da adolescência e pelo início da fase adulta.

Quase sempre, este dente chega incomodando e, por vezes, apesar de todo incômodo que provoca nem consegue erupcionar, ficando acomodado dentro da estrutura gengival. Isso se dá devido à falta de espaço na boca.

Sendo assim, um universo de dúvidas recobre esta fase pré-nascimento do dente siso. Uma das questões que os cirurgiões dentistas mais escutam em seus consultórios é se o dente siso pode entortar os dentes.

Portanto, este artigo esclarece esta e outras questões acerca desse dente para ninguém ficar na dúvida e sem saber o que fazer quando chegar a hora de lidar com o tal do dente do juízo. Acompanhe.

O dente siso

Quando o dente siso nasce é necessário arrancá-lo?

O dente siso pode entortar os dentes?

O que fazer?

Casos extraordinários

Problemas decorrentes do nascimento do dente siso

Inflamação

Cáries e gengivites

Calcificação

O procedimento de extração do dente siso

dente siso

O dente siso

Este dente, conhecido popularmente como o dente do juízo em uma referência a idade em que costumam despontar na arcada dentária, ou seja, por volta dos 18 anos, são, na verdade, denominados como os terceiros molares. Eles são os últimos a irromper na cavidade oral, posicionados ao final das arcadas superior e inferior.

Logo, todos os demais dentes já estão presentes na arcada dentária do paciente quando o dente siso dá “sinais de vida”. Quando é hora desse dente entrar em cena, ele não chega de mansinho, não! Chega exigindo holofotes e para isso apresenta uma série de sintomas.

Incômodo ao mastigar, inchaços e dor estão entre os sinais mais comuns de que o dente siso vem aí. Além da dor localizada, alguns pacientes podem apresentar, ainda, inflamação e até mesmo infecção na gengiva recobrindo os dentes, denominadas de pericoronarite.

O que se sabe é que o dente siso nasce chamando a atenção e se é espetáculo que o dente siso quer, a plateia deve ser qualificada: Na ocorrência de algum destes sintomas, procure o dentista.

Vale dizer que nem todas as pessoas têm o dente siso. Esta é uma das questões apresentadas pelo naturalista britânico Charles Darwin e a sua teoria da Evolução das Espécies. Neste caso, seria correto afirmar que algumas pessoas não têm os dentes sisos em decorrência da evolução da humanidade.

Uma vez, em um passado remoto, estes dentes eram fundamentais ao estilo de vida do ser humano na Terra. Entretanto, hoje são elementos em desuso no corpo humano e não fazem falta. Portanto, a tendência é que no futuro ninguém tenha mais dente siso.

Quando o dente siso nasce é necessário arrancá-lo?

Esta é uma das dúvidas que chegam até os dentistas diariamente. A verdade é que, havendo espaço suficiente na arcada dentária para o dente se acomodar, não há necessidade da remoção. A extração do siso é indicada quando não há espaço suficiente, um a vez que é este o princípio da maioria dos problemas causados pelo dente siso.

Quando não há espaço suficiente para a sua acomodação, o terceiro molar pode acabar por provocar mudanças na cavidade oral, ao forçar movimentações indesejáveis.

O dente siso pode entortar os dentes?

Infelizmente, esta afirmação não é um mito difundido entre a sociedade. A resposta para esta questão é sim. Quando não há espaço para o dente siso, ao irromper na cavidade oral, ele poderá provocar dor e desalinhamento dos dentes vizinhos, trazendo bastante desconforto ao paciente. Entretanto, é mais difícil que ele entorte os dentes da frente.

Geralmente, as mudanças que ocorrem na parte frontal nesta fase da vida podem ter no crescimento da mandíbula a sua principal causa e, não, no nascimento dos dentes sisos.

Ainda assim, alguns dentistas chamam a atenção para a compressão das arcadas, a qual pode levar ao agravamento do apinhamento, uma condição em que os dentes ficam sobrepostos, ou como se diz popularmente, “encavalados” uns com os outros. Ou seja, o nascimento do dente siso não causa o apinhamento, contudo, pode agravar essa situação. O apinhamento é mais observado na região dos dentes anteriores inferiores.

Por fim, vale ressaltar que a influência do dente siso na arcada dentária, entortando outros dentes devido ao seu nascimento, não é um consenso entre os profissionais dentistas. Alguns entendem que, sim, que pode ocorrer, enquanto uma outra corrente afirma não haver correlação entre o nascimento do siso e o desalinhamento da arcada dentária.

A boa notícia é que, caso o paciente tenha algum dente desalinhado pelo impacto do nascimento dos sisos ele poderá retomar o sorriso alinhado e harmônico por meio de tratamento ortodôntico.

Qual o melhor tratamento ortodôntico para você?

O que fazer?

dente siso

A melhor coisa a se fazer, assim que os incômodos sintomas do nascimento do siso se iniciarem, é marcar uma consulta com o dentista. Este profissional avaliará a situação por meio de exames clínicos e radiológicos, aferindo com segurança o posicionamento dos dentes e, assim, podendo dar um parecer preciso sobre o que fazer.

Na maioria das vezes, a solução indicada é a extração dos sisos. Geralmente porque a maior parte das pessoas não têm espaço na boca para acomodá-los. Em alguns casos, pode-se manter os dentes sisos sem problema algum. Frisando: Nos casos em que puderem se acomodar na boca sem causar prejuízo para os dentes vizinhos e nem incômodos para o paciente.

Entretanto, há pessoas que apresentam complicações com o nascimento do siso, tais como problemas de oclusão, periodontais e cáries nos dentes próximos. Além disso, podem ser observados, ainda, casos mais severos, como o surgimento de cistos, principalmente na maxila, que é a parte da face em que estão inseridos os dentes.

Sendo assim, a extração é indicada, mesmo que de forma preventiva. Algumas vezes, as pessoas relatam que mordem muito a bochecha na região dos sisos. Neste caso, a extração também é indicada.

Casos extraordinários

Apesar do nascimento dos dentes siso se dar por volta dos 18 anos, como já mencionado, pode haver uma variação de indivíduo para indivíduo. Há relatos de dentistas de pacientes com nascimento dos sisos já aos 16 anos, ou seja, bem precocemente. Outros já acontecem tardiamente, após os 40 anos de idade.  Estes casos são excepcionais, ou seja, mais raros.

O siso incluso também merece atenção! Você sabe o que é siso incluso? 

Problemas decorrentes do nascimento do dente siso

Já abordamos aqui que os dentes sisos, ao nascerem, podem causar alguns incômodos e até movimentar os dentes mais próximos e contribuir para piorar o apinhamento dentário.

Agora, vamos colocar passo a passo o porquê é importante agir rapidamente eliminando os sintomas e também as suas consequências. Veja:

Inflamação

A inflamação se instala devido ao acúmulo de bactérias, provocando dor intensa e edema. Essa situação pode até mesmo acarretar a limitação da abertura bucal. O grande agravante aqui é se as bactérias chegarem na corrente sanguínea e a pessoa estiver com o sistema imunológico debilitado. Quando isso ocorre, é muito provável que a inflamação se espalhe pelo organismo.

Inflamação bucal é sinal de preocupação. Saiba porque. 

Cáries e gengivites

A dor e o incômodo que causa o nascimento do dente do siso acaba prejudicando a escovação e a correta higiene bucal. Isso porque a pessoa acaba evitando essas áreas. Por isso não é incomum pacientes que chegam com problemas periodontais e cáries em decorrência de uma situação como esta. Daí a importância de se procurar rapidamente o dentista para saber como agir até que o diagnóstico aponte o caminho a ser tomado.

Como identificar a cárie e detê-la o quanto antes. 

Calcificação

Outro problema para estar atento é que o dente siso também pode fazer fusão entre a raiz e o dente do osso. Com as duas estruturas unidas, fica muito mais difícil realizar a extração, já que para isso, seria necessária a separação entre estes dois tecidos.

O procedimento de extração do dente siso

dente siso

Uma vez que a demora na extração do siso pode causar a reabsorção do osso e até provocar a queda do segundo molar, o seu dente vizinho, os sintomas do nascimento do siso não devem ser ignorados. Portanto, procure o dentista o quanto antes.

Antes dos 20 anos de idade, as raízes dos dentes são menores e, logo, a extração é mais fácil. Mas, em geral, a cirurgia é rápida. Dura, em média, cerca de 30 minutos por cada siso extraído. Uma vez que o procedimento é feito com aplicação de anestesia local, também não causa dor.

Os dentes podem ser arrancados por sessão ou de uma única vez, não há o menor problema nisso. Após a extração, nos primeiros dias, é comum sentir dor e inchaço e até algum sangramento. Por isso, é muito provável que o cirurgião dentista ministre o uso de algum antibiótico e restrinja a sua dieta por alguns dias. Ou melhor, pelo tempo necessário para completar a cicatrização, ou seja, cerca de uma semana. Sendo assim, a alimentação deve ser, sobretudo, pastosa e, preferencialmente, gelada para ajudar a diminuir o inchaço causado pela cirurgia.

Saiba tudo sobre o dente siso: do nascimento à extração

 

 

 

Você também vai gostar de ler