Marketing odontológico: O que saber para entrar na rede do jeito certo

marketing odontológico

24/03/2021 | Por: Odonto Busca Redação

marketing odontológicoA tecnologia da comunicação, a internet, o smartphone, as redes sociais e os algoritmos têm revolucionado a forma como nos comunicamos, nos relacionamos, vendemos, compramos, interagimos… Temos uma nova realidade com novas necessidades. Afinal, muita coisa mudou. Com o marketing odontológico não é diferente.

A prática já foi vista de forma negativa, como um meio agressivo de mercantilização da saúde. Os tempos, entretanto, são outros. E como tudo muda, passa, se inova ou se recria, o marketing odontológico ganhou espaço e tornou-se essencial.

Isso mesmo! Hoje, marcar presença digital e interagir com o público é fundamental não somente como ferramenta de fidelização e de criação de autoridade, mas também é uma exigência desses pacientes, ávidos por uma aproximação maior com profissionais gabaritados e confiáveis. Ou seja, o marketing odontológico é bom para todos.

Entretanto, a prática não é uma terra sem lei. Há critérios e deveres éticos a serem observados. Sendo assim, antes de começar é importante se inteirar das regras do Conselho Federal de Odontologia (CFO), por meio do Código de Ética Odontológica, e certificar-se de fazer o que é certo, sempre.

A internet é o novo oráculo da sociedade. Nela, as pessoas buscam por esclarecimentos e informações. Esta é a grande oportunidade: De se estabelecer como fonte de informações seguras e confiáveis e se tornar o profissional que este internauta irá recorrer quando precisar de um atendimento.

Se você ainda não faz parte deste universo digital ou se faz, mas não entendeu bem ainda como este trabalho deve ser feito, acompanhe esse artigo. Aqui, traremos o que de mais importante você deve saber sobre marketing odontológico para garantir o seu espaço com qualidade, ética e uma infinidade de oportunidades.

O marketing odontológico

Fazendo a diferença

Marketing odontológico ético

Ações vetadas pelo Código de Ética

Práticas autorizadas

O marketing odontológico no universo digital

Marketing off-line

O marketing odontológico

Pode-se dizer que o marketing é um conjunto de atividades que visa explorar, criar e entregar valor para satisfazer necessidades e/ou desejos de um mercado consumidor.

Sendo assim, o marketing odontológico, principalmente após o surgimento do marketing de conteúdo (aquele pensado e produzido para promover conteúdo personalizado para o cliente), engloba uma série de ações que visa, por meio da oferta de informações de qualidade e de conteúdo útil, esclarecedor e relevante, uma aproximação com o seu público, estabelecendo, assim, uma relação de confiança.

Não se trata, de forma alguma, de um procedimento que visa única e exclusivamente o lucro, mas uma relação saudável de troca que, por fim, beneficia a todos. Afinal, é bom para quem busca informação confiável e também para quem sabe passar essa informação.

Pois, este profissional se estabelece como uma autoridade no assunto, gerando credibilidade, confiança e segurança – e será, sem dúvida, aquele a quem este paciente irá recorrer quando precisar de um procedimento.

Fazendo a diferença

O Brasil é um dos países com o maior número de dentistas do mundo. Portanto, é importante saber se destacar. Mais importante que isso só mesmo saber como fazê-lo. Afinal, é imprescindível poder mostrar a que veio e se dar a oportunidade de se apresentar como um profissional respeitado e gabaritado.

O marketing odontológico é a ferramenta que poderá te ajudar nesse processo em um mundo que celebra cada vez mais o virtual. Inclusive, é um meio que vai te colocar sempre mais perto dos seus pacientes, futuros pacientes e colegas que poderão te indicar. Ainda, colabora para te estabelecer como fonte para veículos de comunicação, tais como jornais, sites, revistas, emissoras de rádio e TV.

marketing odontológico

Marketing odontológico ético

Para começar fazendo tudo certo, o melhor caminho é saber como o marketing odontológico é regulado pelo Conselho Federal de Odontologia. O Código de Ética Odontológica traz direitos e deveres gerais da profissão. Mas, também, aborda de forma específica ações de marketing, indicando quais são permitidas e quais são definitivamente proibidas.

Leia o Código de Ética Odontológica na íntegra.

Tomando esse primeiro cuidado, certificando-se de que lançará mão somente de ações permitidas e validadas pelo conselho, é hora de criar e planejar as melhores estratégias para você. Para isso, o ideal é contratar um profissional ou uma empresa especializada em marketing de conteúdo para promover um trabalho de excelência de sua imagem pessoal.

Ações vetadas pelo Código de Ética

Além de agir contra os princípios e valores da categoria, desempenhar ações vetadas pelo código de ética odontológico condiz contra a reputação e ainda é passível de punição pelo conselho. Ou seja, além de ser punido, os resultados serão exatamente os opostos ao esperado pelo trabalho de marketing, que são gerar credibilidade e confiabilidade, entre outros. Em outras palavras, vai tudo por água abaixo.

São várias as proibições, sejam elas mais tradicionais, em sua maioria off-line, sejam virtuais. Dentre as práticas proibidas, estão anunciar e divulgar qualificações ou especialidade que não estão registradas no Conselho Federal de Odontologia.

Além desta, usar imagens de “antes” e “depois” de pacientes (que apesar de ter sido liberada recentemente pelo CFO, ainda é desaconselhada pelo Código de Ética). Outra prática que deve ser esquecida é anunciar e divulgar técnicas que ainda não foram comprovadas cientificamente.

Também, deixe de lado a divulgação por meio de e-mail MKT, telemarketing, sites de compras coletivas, caixas de som ou estandes promocionais, dentre outros. Propaganda enganosa, como anunciar uma especialidade que não possui ou um tratamento “milagroso” está fora de cogitação. Criticar a concorrência, divulgar informações que identifiquem pacientes, realizar tratamentos gratuitos com intuito de autopromoção e anunciar prêmios e oferecer brindes podem ser severamente punidos.

Práticas autorizadas

Estas são algumas das ações consideradas antiéticas pelo Código de Ética Odontológica. Entretanto, muitas outras ações são permitidas. Por exemplo: Fazer propaganda me revistas especializadas em Odontologia e Saúde ou de assuntos gerais é considerado legal, desde que observadas algumas regras.

A publicidade de dentistas deve conter o nome completo do profissional, o seu registro junto ao Conselho Regional de Odontologia e sua especialidade. Não há objeções para divulgação de endereço, telefone, e-mail, convênios, horários de atendimento e credenciamentos, dentre outros detalhes que ajudam o paciente a escolher o profissional com quem quer ser tratado.

O marketing odontológico no universo digital

marketing odontológicoE como cada vez mais estamos digitais, é bom saber das ações de maior impacto na internet e nas redes sociais. O vídeo marketing é uma das principais ferramentas do universo on-line. Principalmente, pelo poder de agregar autoridade.

Os vídeos podem ser distribuídos de várias maneiras e até ganharem “autonomia”, viralizando por meio do impulsionamento em redes como Telegram e WhatsApp. Fique de olho ainda no YouTube e no IGTV para compartilhar os seus vídeos.

Outro recurso que tem ganhado adeptos e destaque são as lives, os bate-papos on-line exibidos, principalmente, por redes sociais como o YouTube, FaceBook e Instagram. Estes eventos geram notoriedade e aproximação, uma vez que é possível interagir diretamente com os internautas, respondendo as suas perguntas e aos seus comentários.

Até para ser encontrado no mundo real é preciso estar bem localizado no mundo virtual. Algumas ferramentas são imprescindíveis para ajudar o seu futuro paciente a chegar até você com facilidade. Dentre estas ferramentas, está o Google Meu Negócio.

A página ajuda a localizar o seu consultório por meio de canais de contato, tais como telefone, endereço e melhores rotas. Além disso, se alguém pesquisar por dentistas próximos no Google ou outros aplicativos do grupo, como o Google Maps, os seus dados aparecerão como uma das opções para essa pessoa. Quer saber mais? A listagem desse recurso é responsável por 44% dos cliques no Google, direcionando os usuários para o site das empresas.

Mais uma dica: Crie uma reputação on-line baseada em testemunhos de seus clientes. Há vários locais onde eles podem expressar a sua satisfação em relação ao seu trabalho. Muitas vezes, farão isso espontaneamente. Aliás, na internet estamos sujeitos a tudo! As pessoas tanto usam as redes para elogiar, quanto para reclamar. E é essencial monitorar todos os acessos o tempo todo.

Às vezes, entretanto, é bom dar um “empurrãozinho” e pedir que seus pacientes visitem seus canais e demonstrem o seu apreço. Eles podem fazer isso no Google, no FaceBook, no Instagram, no YouTube e em vários outros canais disponibilizados na web.

Marketing off-line

Trabalhar o seu nome por meio de redes off-line, como por meio de artigos para jornais e revistas impressos, por exemplo, ou outros veículos aprovados pelo código de ética, também não deve ser esquecido. No primeiro caso, a contratação de uma assessoria de imprensa pode ser fundamental.

A credibilidade é o maior ganho (e que ganho!) quando comparamos Publicidade e Assessoria de Comunicação. Ao ser fruto de mídias pagas, a credibilidade poderá ser questionada enquanto que, por meio de artigos, reportagens e entrevistas espontâneas, a credibilidade aumenta exponencialmente.

O universo da comunicação é amplo. Contudo, não podemos esquecer de ações das Relações Públicas. Participar de eventos da área pode ser muito interessante. Nestes eventos o foco não é o paciente final. Mas, colegas que o conhecerão e poderão, em algum momento, indicar pacientes para a sua especialidade. Portanto, tenha sempre à mão o seu cartão de visitas.

Estas são algumas das dicas para você por em prática o marketing odontológico e se destacar de forma ética, coerente, responsável e com impecável qualidade. Gostou? Então, mãos à obra e boa sorte!

Você também vai gostar de ler