Limpeza de dente com aparelho demanda cuidados especiais

limpeza de dente com aparelho

23/03/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

A limpeza de dente com aparelho é um assunto que costuma gerar muitas dúvidas e preocupações.

Isso porque sua estrutura, principalmente a do aparelho ortodôntico fixo, dificulta significativamente a higiene bucal.

O que, consequentemente, resulta no acúmulo de placa bacteriana e até mesmo tártaro.

Nesse artigo, você irá entender de que forma esses elementos podem causar doenças bucais e como é feita a limpeza de dente com aparelho, tanto em casa, como no consultório do dentista.

Confira o que será abordado sobre o tema:

Limpeza de dente com aparelho merece atenção redobrada

Uso de aparelho ortodôntico pode comprometer a higienização bucal

Pacientes com contenção fixa também costumam ter dificuldades

Acúmulo de placa bacteriana e tártaro causam doenças bucais

Limpeza de dente com aparelho no consultório odontológico

Como é feita a profilaxia em pacientes com aparelho ortodôntico

Limpeza de dente com aparelho começa em casa

Cuidados na alimentação também são recomendados

Instrumentos uteis na limpeza de dente com aparelho

Limpeza de dente com aparelho merece atenção redobrada

limpeza de dente com aparelho

Cuidados especiais devem ser tomados para garantir o sucesso do tratamento ortodôntico e evitar o desenvolvimento de alterações bucais

O aparelho ortodôntico é uma alternativa frequentemente adotada por adultos, adolescentes e até mesmo crianças que almejam um sorriso perfeito.

Apesar de o tratamento ser longo, na maior parte dos casos, isso não costuma ser um problema para quem precisa alinhar os dentes.

O maior problema, na verdade, está em como realizar a limpeza de dente com aparelho, já que sua estrutura dificulta significativamente a higiene bucal.

Já pensou passar anos com o aparelho nos dentes e na hora de retirá-lo, que é o momento mais esperado pelos pacientes ortodônticos, se deparar com tártaros ou até mesmo cáries?

Ninguém quer isso, não é mesmo? Por isso, é importante ter em mente que alguns cuidados especiais devem ser tomados para garantir o sucesso do tratamento ortodôntico e evitar o desenvolvimento de alterações bucais.

Continue lendo esse artigo para saber quais são eles.

Veja mais: Aparelho fixo metálico: O que saber antes de usar
                      O aparelho ortodôntico ideal para você

Uso de aparelho ortodôntico pode comprometer a higienização bucal

Como sabemos, o aparelho fixo ortodôntico, um dos mais utilizados pela população, é composto por arcos e bráquetes que ficam colados na face dental.

Além de favorecer o acúmulo de restos de comida, essa estrutura dificulta e muito a limpeza bucal.

Quem tem ou já teve aparelho, sabe o quanto esse processo se torna muito mais trabalhoso e minucioso.

Mas a verdade é que, apesar de demandar cuidado e atenção redobrados, muitas pessoas acabam não dando a devida atenção por conta da correria do dia a dia.

O problema é que quando a higienização não é realizada da forma adequada, o acúmulo de placa bacteriana e tártaro é favorecido.

E qual o impacto disso? Diversas alterações bucais podem surgir, conforme veremos adiante.

Pacientes com contenção fixa também costumam ter dificuldades

A dificuldade de higienização e, consequentemente, a formação de tártaro também são problemas recorrentes em pacientes com contenção fixa.

Este aparelho é instalado após o término do tratamento ortodôntico para evitar a movimentação dos dentes então alinhados.

Como ele é fixado na face interna dos dentes inferiores, muitas pessoas acabam tendo dificuldade de passar o fio dental nessa região.

E, com isso, podem acabar pulando esta etapa para agilizar o processo.

Contudo, se isso acontece com frequência, favorece diretamente a formação de placa bacteriana, que pode evoluir para o tártaro, se não for retirada adequadamente.

Acúmulo de placa bacteriana e tártaro causam doenças bucais

Nossa cavidade bucal acomoda diversos microrganismos que compõem nossa flora bucal, mas que também podem ser nocivos à saúde dos dentes e gengivas.

Isso porque, quando nos alimentamos e não realizamos uma higiene oral adequada, restos de comida podem permanecer na nossa boca e favorecer a proliferação das bactérias.

Se isso acontece com frequência, a placa bacteriana que fica entre o dente e a gengiva passa a se acumular e, com o tempo, endurece e se transforma em tártaro.

Enquanto a placa bacteriana é reversível com uma boa higienização, o tártaro é muito mais difícil de ser removido e pode, inclusive, ocasionar problemas irreversíveis.

Isso significa que, caso a limpeza de dente com aparelho não seja realizada de forma eficiente, pode causar alterações como o mau hálito, cárie e doenças periodontais, que são uma ameaça à saúde bucal.

Limpeza de dente com aparelho no consultório odontológico

limpeza de dente com aparelho

Limpezas profissionais periódicas costumam ser indicadas durante o tratamento ortodôntico

Muitos profissionais dentistas fazem questão de realizar uma limpeza dental antes mesmo de iniciarem a instalação do aparelho ortodôntico.

Isso para garantir que os dentes estejam verdadeiramente limpos e preparados para o tratamento.

E também com o objetivo de facilitar a aderência dos bráquetes que serão colados na face dos dentes.

Mas este procedimento não é uma regra. Se o paciente chegar ao consultório com dentes em bom estado, por exemplo, muitos podem dispensar sua realização.

Por outro lado, considerando a dificuldade de higienização, é esperado que os ortodontistas recomendem limpezas profissionais periódicas durante o tratamento.

Geralmente, o intervalo indicado é de seis meses. Lembrando que a limpeza dental também é uma forma de prevenir as doenças bucais.

Como é feita a profilaxia em pacientes com aparelho ortodôntico

A profilaxia odontológica, ou seja, a limpeza dental profissional, é realizada da mesma forma em pacientes com ou sem aparelho ortodôntico.

A diferença é que, em pacientes ortodônticos, ela passa a ser ainda mais recomendada, já que muitos não conseguem realizar adequadamente a higiene bucal.

O procedimento é uma forma eficiente de remover o biofilme dentário, já que higieniza minuciosamente dente por dente.

E, no caso da limpeza de dente com aparelho, ainda garante uma limpeza mais profunda nos arcos e bráquetes.

Na ocasião, o profissional dentista também poderá supervisionar a técnica de higienização que o paciente está adotando em casa.

Importante ressaltar, ainda, que o tártaro é removido apenas pelo profissional dentista, por meio de raspagem, o que também justifica a importância da limpeza.

Limpeza de dente com aparelho começa em casa

Por mais que a profilaxia odontológica seja indicada a cada seis meses, a higiene bucal diária tem papel fundamental na conservação da saúde bucal.

Quando se trata da limpeza de dente com aparelho, o processo deve ser realizado de forma muito mais cuidadosa, já que existe uma tendência natural de que a higienização seja dificultada e a retenção de placa aumentada.

Por isso, além de escolher a escova de dente certa e trocá-la no prazo recomendado, é importante realizar a escovação sem pressa e força.

Você pode escolher a técnica que mais lhe agrade, mas é importante deixar a escova de dentes posicionada em um ângulo de 45º em relação ao dente e em direção à gengiva.

E, claro, garantir que todas as superfícies dos dentes sejam limpas, sem esquecer da língua, da parte interna da bochecha e do céu da boca.

Com atenção especial às superfícies de suporte do aparelho, o que significa não deixar de escovar o vão entre o aparelho e o dente.

Lembrando de adotar o creme dental com flúor, que tem um importante papel na prevenção da cárie dentária.

Assim como utilizar o fio dental da forma correta, para retirar os restos de comida, e o enxaguante bucal adequado, para reduzir a ocorrência do biofilme.

Cuidados na alimentação também são recomendados

Para facilitar a limpeza de dente com aparelho, alguns cuidados com a alimentação também são recomendados.

A começar pelos alimentos com textura pegajosa, tais como bala de goma, torrone e chiclete, que devem ser evitados.

O mesmo vale para alimentos que soltam fiapos, como manga, e os mais duros, a exemplo do amendoim, pipoca, torresmo e rapadura.

Isso porque, além de aderirem com mais facilidade à superfície dos dentes e dos aparelhos, ou até mesmo entre eles, podem acabar danificando-o.

Instrumentos uteis na limpeza de dente com aparelho

limpeza de dente com aparelho

Escovas interdentais podem ajudar na limpeza de dente com aparelho por alcançarem mais facilmente as partes estreitas e de difícil acesso

Os pacientes com aparelho ortodôntico podem continuar usando a escova tradicional normalmente, se assim quiserem.

Contudo, existem alguns itens no mercado voltados para este público que podem facilitar e muito a higienização. Confira alguns deles:

  • Escovas ortodônticas: possui um formato diferenciado, com uma canaleta central e cerdas em formato “V” que se ajustam aos bráquetes e facilitam a limpeza. Além disso, suas cerdas possuem alturas diferentes, o que possibilita um maior contato com a superfície do aparelho e dos dentes.
  • Escovas interdentais: mais indicadas para pacientes com doenças periodontais, implante e prótese, também podem ser adotadas como complemento para a escova ortodôntica. Isso porque são compridas, estreitas e possuem cerdas curtas, em formato cônico ou cilíndrico, que alcançam facilmente partes mais estreitas e de difícil acesso, como os espaços entre os dentes.
  • Cera ortodôntica: é um instrumento para evitar as aftas e pequenos ferimentos causados pelo aparelho ortodôntico fixo. Isso porque ela evita que os bráquetes “belisquem” a bochecha e os lábios ou cause qualquer outro tipo de desconforto.
  • Passa fio: uma espécie de agulha plástica bastante utilizada por pacientes com aparelho ortodôntico fixo e prótese dentária que ajuda a conduzir o fio dental nas áreas de difícil acesso. Basta pegar um pedaço de fio, dobrar sua ponta, passá-lo pelo orifício do passa fio e posicionar o condutor entre o dente o arame ortodôntico para auxiliar na higienização oral.
  • Super floss: é outro tipo de fio dental que atende pacientes com aparelhos, coroas, pontes e implantes. Ela possui uma extremidade rígida, que é inserida sob o aparelho; uma rede de fibras esponjosas, para limpar superfícies interproximais; e fio dental regular, para higienizar entre os dentes e linha das gengivas na limpeza de dente com aparelho.

Você também vai gostar de ler