Creme dental clareador realmente funciona?

creme dental clareador

12/03/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Dentes brancos e sorriso perfeito é o sonho de muita gente. Não é à toa que alternativas, como o creme dental clareador, têm ganhado cada vez mais adeptos.

Além da promessa de remover as manchas dos dentes de forma rápida e prática, este produto tem o custo muito mais acessível do que um procedimento de clareamento.

Outra questão que chama atenção é que, atualmente, existem várias marcas e modelos no mercado para agradar os gostos mais exigentes.

Mas será que ele realmente funciona? Essa é uma pergunta muito comum quando se trata desse produto. A boa notícia é que você irá descobrir a resposta no decorrer deste artigo.

Além de entender como a pasta dental clareadora age, para quem é indicada ou contraindicada e quais cuidados devem ser tomados por quem decide usá-la.

Veja tudo que será abordado sobre o assunto:

O poder do creme dental clareador

Alimentos que escurecem os dentes

Como manter os dentes brancos

Como o creme dental clareador funciona

Abrasivos químicos são os mais comuns

Carvão ativado: o creme dental clareador na versão preta

Aditivos extras para reduzir os danos

Nem todo mundo pode usar o creme dental clareador

Em quanto tempo os efeitos do clareamento já são perceptíveis?

Manchas superficiais versus manchas profundas

Alguns cuidados devem ser tomados

O poder do creme dental clareador

creme dental clareador

Creme dental clareador é uma alternativa que tem ganhado destaque por ser uma forma acessível de restaurar o branco natural dos dentes

Você, com certeza, já ouviu falar que o sorriso é nosso cartão de visita.

E dentes amarelados ou manchados podem muitas vezes serem vistos como sinal de má higiene e falta de cuidado.

A principal questão é que isso não afeta apenas a beleza, mas sobretudo a autoconfiança e autoestima do indivíduo.

É por isso que, para muitos, o creme dental clareador é visto como uma luz no fim do túnel.

Principalmente para aqueles que não têm condições de arcar com os custos de um clareamento.

Trata-se de um método acessível que promete restaurar o branco natural dos dentes e, consequentemente, a credibilidade e amor-próprio.

Alimentos que escurecem os dentes

Antes de entendermos como funciona o creme dental clareador, é importante destacar que certos alimentos podem afetar a cor e a beleza natural dos dentes.

Não é à toa que os profissionais dentistas costumam recomendar que eles sejam evitados durante e até mesmo após o procedimento de clareamento, por exemplo.

E o mesmo vale para quem utiliza a pasta de dente clareadora.

Como o produto possui abrasivos químicos em sua composição, um certo desgaste no esmalte dental costuma ser esperado.

Com isso, os elementos dentários acabam ficando mais expostos à absorção de corantes e suscetíveis às manchas.

Até mesmo os antibióticos podem causar manchas nos dentes. É importante ter isso em mente para reforçar a higienização bucal após o consumo desses itens, a fim de evitar tais prejuízos.

Como manter os dentes brancos

A forma mais eficaz de manter os dentes branquinhos é por meio de uma higiene bucal eficiente.

Isso significa escovar os dentes ao menos três vezes por dia. Sobretudo após as refeições e depois de consumir bebidas e alimentos açucarados, ácidos ou com corantes.

Para isso, é importante se atentar à escolha da escova de dentes, trocá-la no intervalo recomendado e, principalmente, realizar a escovação da maneira correta.

O fio dental, utilizado diariamente e da forma correta, também tem papel importante na remoção da placa bacteriana e, consequentemente, na prevenção de manchas.

Em alguns casos o creme dental clareador pode ser indicado para acelerar esse processo, conforme veremos a seguir.

Como o creme dental clareador funciona

creme dental clareador

Agentes clareadores presentes no produto atuam na remoção de determinadas impurezas para deixar os dentes mais brancos e bonitos

O creme dental clareador pode ser encontrado facilmente em supermercados e drogarias, nas versões em pasta, em gel e ainda em pó.

Conforme já mencionado, existem várias marcas e modelos no mercado, com as mais diferentes composições.

É um produto que conta com um agente clareador que visa remover determinadas impurezas para deixar os dentes mais brancos e bonitos.

Os abrasivos são os mais comuns. Eles funcionam como uma espécie de lixa e retiram as manchas por meio do atrito.

Algumas pessoas utilizam este produto como substituto da pasta dental comum, nas escovações diárias.

Outros preferem aplicá-lo apenas uma vez por dia, além da escovação tradicional, ou por um período determinado, justamente pelo receio desse atrito desgastar demais os dentes.

Importante ressaltar a necessidade de consultar o profissional dentista sobre o tipo de creme dental clareador mais indicado para o seu caso e a melhor forma de uso.

Abrasivos químicos são os mais comuns

Os cremes dentais clareadores com abrasivos químicos são os modelos mais comuns.

Eles possuem cristais ou micro/nano partículas de substâncias clareadoras com efeito esfoliante, como a sílica hidratada, o carbonato de cálcio e o dióxido de titânio.

Como a maioria deles possui alto efeito abrasivo, não costuma ser indicado para uso contínuo e para pacientes que apresentam sensibilidade dentária.

Além disso, muitas fórmulas incluem agentes remineralizadores e de fortalecimento para minimizar o desgaste excessivo no esmalte e proteger os dentes.

O flúor é um deles, mas também existem opções mais naturais que substituem este mineral, como o xylitol, que também possui efeito anti-cárie.

Carvão ativado: o creme dental clareador na versão preta

Outra opção é a pasta de dente clareadora preta, composta de partículas de carvão ativado que funciona a partir da abrasão do esmalte dentário.

É uma versão natural, sem agentes químicos, que promete remover de forma rápida as toxinas que amarelam os dentes, sem causar tanto desgaste.

Mas seu uso também deve ser moderado, inclusive pelo risco de acabar camuflando possíveis sangramentos gengivais durante a escovação, que podem sinalizar alterações bucais.

Este modelo também é comercializado na versão em pó, altamente absorvente, que funciona da mesma forma que a pasta dental.

Basta passar a escova molhada no pó, escovar os dentes normalmente, cuspir a espuma que se formará e enxaguar a boca.

Aditivos extras para reduzir os danos

Grande parte das opções de cremes dentais clareadores disponíveis no mercado associa outras funções ao clareamento, no intuito de reduzir os possíveis danos que podem ser causados.

Isso significa que, além de remover e prevenir as manchas dos dentes, elas fazem várias outras promessas, como prevenir a placa e o tártaro, evitar o mau hálito, entre outras.

Além das substâncias remineralizadoras, conforme já mencionado, existem modelos com proteção contra a sensibilidade, por exemplo.

Também há opções com ações anti-bacteriana, anti-cavidade, anti-cárie, anti-inflamatória, cicatrizante, etc.

Nem todo mundo pode usar o creme dental clareador

A pasta de dentes clareadora é contraindicada para quem tem sensibilidade dentária

Apesar de o creme dental clareador ser facilmente encontrado em mercados e farmácias e não depender de prescrição profissional, ele não é indicado para todos os públicos.

As contraindicações começam pelas crianças que, além de apresentarem mais sensibilidade, ainda estão com os dentes em desenvolvimento.

O mesmo vale para adultos com retração gengival e sensibilidade dentária, já que o uso da pasta de dente clareadora pode agravar o caso.

Apesar de não haver nenhuma pesquisa que comprove malefícios às mulheres gestantes, a utilização deste produto também deve ser evitada na gestação por precaução.

Importante destacar, ainda, que o creme dental clareador não costuma fazer efeito em restaurações, facetas e coroas, por exemplo.

Por isso, o mais recomendável é que seja utilizado apenas por adultos com dentes naturais e que não apresentam sensibilidade e gengiva exposta.

Em quanto tempo os efeitos do clareamento já são perceptíveis?

Uma das questões que mais chamam a atenção dos consumidores nos cremes dentais clareadores é a promessa de resultados rápidos.

Muitas marcas costumam anunciar que o processo de branqueamento já começa a ser percebido na primeira semana, se o produto for utilizado continuamente.

Mas a verdade é que esse clareamento acontece de forma progressiva e o efeito pode variar de pessoa para pessoa.

Essa eficácia depende, principalmente, das condições bucais de cada indivíduo e dos seus hábitos.

Ou seja, em um paciente que possui manchas profundas nos dentes e que consome frequentemente alimentos escuros e com corantes, por exemplo, pode ser que o produto nem faça diferença.

Já em outras pessoas, pode sim ser percebida uma mudança sutil na tonalidade dos dentes, mas nada comparado à um clareamento realizado no consultório odontológico, por exemplo.

Manchas superficiais versus manchas profundas

Entre as condições bucais que impactam diretamente na eficácia do creme dental clareador, destaca-se o tipo de mancha que o paciente apresenta.

Este produto costuma tratar somente as manchas superficiais, que são aquelas causadas por bebidas como vinho, chá, café, alimentos com corantes, entre outros.

Já as marcas resultantes de traumas, do tabagismo e do envelhecimento, por exemplo, são mais profundas.

Apesar de perceptíveis, elas estão localizadas internamente, abaixo do esmalte dentário, o que dificulta sua remoção.

Neste caso, são necessários tratamentos odontológicos mais complexos.

Para se ter uma ideia, enquanto uma pasta clareadora apresenta 2% de peróxido de carbamida ou de hidrogênio, o gel utilizado pelo dentista pode ir de 10% a 40%.

Alguns cuidados devem ser tomados

higiene bucal

Bons hábitos alimentares e uma eficiente higienização bucal devem ser associados ao uso do creme dental clareador

Em primeiro lugar, se você pensa em utilizar o creme dental clareador, o mais recomendável é que busque orientações de um profissional dentista.

Isso porque, apesar de ser um produto de fácil acesso da população, ele pode causar alguns problemas à saúde bucal se não for utilizado da forma correta.

Entre eles, estão a sensibilidade dentária, a retração gengival e até mesmo manchas nos dentes, conforme já mencionado.

Por mais que o produto possa ser utilizado diariamente, é importante lembrar que alguns contêm abrasivos químicos.

Portanto, talvez seja necessário limitar seu uso a um determinado período para evitar desgastes nos dentes, o que reforça a importância de uma orientação profissional.

Outro inconveniente é em relação à pigmentação desejada. É importante que o paciente se atente à coloração natural dos seus dentes. Às vezes a pessoa idealiza dentes super brancos, sendo que sua tonalidade é mais acinzentada.

Assim como acontece no procedimento de clareamento, também é preciso evitar o consumo dos alimentos que escurecem os dentes, como café, vinho, corantes.

Ou seja, o creme dental clareador pode até manter os dentes brancos e saudáveis por mais tempo, para algumas pessoas, desde que seja associado à adoção de bons hábitos alimentares e uma eficiente higiene bucal.

Você também vai gostar de ler