A escovação infantil e seu importante papel na saúde bucal

escovação infantil

05/02/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Para muitas pessoas, escovação infantil é sinônimo de choro, estresse e uma verdadeira guerra.

E exatamente por este motivo grande parte acaba adiando o processo muitas vezes ou até mesmo deixando ele de lado.

É importante ressaltar que a escovação infantil não deve ser uma opção, mas uma regra na rotina, assim como trocar fralda, se alimentar e tomar banho.

Neste artigo você vai descobrir algumas estratégias para tornar esse momento mais lúdico e agradável.

E também irá entender como o simples hábito de escovar os dentes pode impactar diretamente na saúde bucal do bebê, da criança e até na vida adulta.

Mas, para isso, alguns cuidados devem ser tomados. Confira quais são eles:

A importância da escovação infantil

Quando as crianças devem começar a escovar os dentes

Como realizar uma eficiente escovação infantil

A melhor escova de dente

O uso do creme dental

Bebês e crianças precisam usar fio dental?

A escovação infantil não precisa ser estressante 

 

A importância da escovação infantil

escovação infantil

Escovação infantil é uma forma de cuidar do sorriso e da saúde bucal

A higiene dental, realizada de forma correta, é uma das principais formas de preservar a saúde bucal.

Mais do que garantir um belo sorriso, cuidar dos dentes significa evitar o surgimento de cáries e outros problemas bucais. E isso também vale para bebês e crianças.

Caso a escovação infantil não seja conduzida de forma adequada, pode gerar sérias consequências, inclusive por toda a vida.

Primeiramente porque pode acabar favorecendo o desenvolvimento de doenças, como a cárie, que geram desconfortos e dores. E, consequentemente, comprometendo a qualidade de vida do bebê ou da criança.

Mas não só por isso. Por mais que os dentes de leite sejam temporários, quando um processo infeccioso acontece os dentes permanentes também podem ser prejudicados.

Quando os dentes estão começando a nascer, a microbiota oral passa por um processo de formação.

Portanto, se houver a transmissão de alguma bactéria agressiva para a criança nesta fase, isso poderá resultar até mesmo numa predisposição para o desenvolvimento de cáries na vida adulta.

Quando as crianças devem começar a escovar os dentes

Uma dúvida muito comum em relação à escovação infantil é quando iniciar este processo.

Algumas pessoas optam por passar uma fraldinha molhada ou até mesmo uma gaze na boquinha do bebê que ainda não tem dente.

Seja para limpar os resíduos de leite ou até mesmo para habituar o bebê no processo de higienização bucal, facilitando a introdução da escova quando essa hora chegar.

Mas já existem pesquisas que indicam que esta prática é desnecessária e não apresenta qualquer benefício para o bebê.

Pelo contrário, ela pode inclusive apresentar prejuízos, sobretudo em bebês em aleitamento materno, pelo fato de acabar removendo as células de defesa da amamentação.

A escovação infantil deve começar, de fato, quando o primeiro dente surgir. Isso já com escova de dente indicada para a idade do bebê, e não dedeira, e creme dental com flúor.

Lembrando que não existe idade certa para que aconteça a erupção do primeiro dente de leite. Apesar de ser esperada por volta de seis meses, vai variar de bebê para bebê.

Neste primeiro momento, a escovação pode ser realizada duas vezes ao dia, de manhã e à noite.

Mas após o primeiro ano ou assim que a alimentação já estiver definida, o ideal é que higiene bucal seja realizada três vezes ao dia, logo após as refeições.

Lembrando ainda que os pais precisam observar a idade recomendada para levar o bebê ao dentista. Tanto para receber as devidas orientações e realizar o acompanhamento necessário.

Como realizar uma eficiente escovação infantil

Após escolher a escova de dente adequada para o bebê ou para a criança e colocar a quantidade de creme dental recomendada, o processo da escovação infantil pode ser iniciado.

Com a escova inclinada em 45 graus, paralela à linha da gengiva, comece suavemente com movimentos circulares por toda a parte da frente dos dentes.

Para higienizar os dentes do fundo, podem ser realizados movimentos de “vai e vem” com a escova deitada.

Para garantir a eficiência na higienização, é preciso caprichar. O recomendável é que a escovação seja mantida por pelo menos 10 segundos em cada grupo de dentes.

Não se pode esquecer das pontas dos dentes, da superfície interna dos dentes e das bochechas e, inclusive, da língua.

Em bebês, o excesso de espuma do creme dental pode ser retirado com uma gaze ou fralda de pano, se necessário.

Já em crianças maiores, uma sugestão para facilitar o bochecho é deixar um copo com água próximo à pia.

Para os bebês que ainda não alcançam a pia, uma alternativa é realizar a escovação com o mesmo deitado na cama. Assim, os pais conseguem visualizar facilmente toda a cavidade bucal.

A melhor escova de dente

O odontopediatra poderá indicar a melhor escova para seu bebê ou criança

Uma dúvida bastante recorrente entre os pais é como escolher a escova de dente do bebê ou da criança. Existem várias marcas e modelos no mercado voltadas especificamente para o público infantil.

São escovas com as mais diferentes cores, formatos e até desenhos. Tudo isso para atrair a atenção dos pequenos e tornar o momento da escovação mais lúdico e leve.

Entretanto, não é só isso que deve ser levado em consideração na hora de escolher a melhor escova de dente para seu filho.

O recomendável é que sejam priorizadas escovas com tufos e cerdas do mesmo comprimento, cabeças pequenas e arredondas e cerdas macias.

Também é preciso ter atenção ao cabo da escova de dente, principalmente em relação ao material e tamanho, para que seja fácil de manusear.

Por outro lado, fatores como idade, habilidade, quem realiza a escovação, quantidade e tamanho dos dentes também podem influenciar nessa escolha.

É por isso também que a consulta com o odontopediatra se faz tão importante. Nela, o profissional poderá orientar os pais sobre todos os detalhes relacionados à escovação infantil.

A escova de dente mais adequada, considerando o caso específico do bebê ou da criança, é um dos pontos abordados em consultório.

Lembrando que a escova de dente precisa ser trocada assim que apresentar desgastes, como cerdas abertas, para não comprometer a eficiência da escovação infantil.

O uso do creme dental

Outro questionamento bastante comum relacionado à escovação infantil é sobre o creme dental, especialmente se precisa ou não conter flúor.

Até pouco tempo, muitos profissionais orientavam o uso de pasta sem flúor, principalmente nos bebês que não conseguiam cuspir o excesso do produto.

Contudo, a recomendação atual é que o creme dental fluoretado seja adotado desde o primeiro dente da criança, em virtude da sua importante atuação no combate às cáries.

Mas é preciso muita atenção na quantidade de creme dental a ser utilizada na escovação infantil.

Isso porque o excesso de flúor ou fluoreto pode ocasionar a fluorose dentária.

O recomendável é que sejam utilizadas pastas de dentes com concentração de flúor superior a 1000 ppm, quantidade mínima para garantir o potencial anti-cárie. Esta informação pode ser conferida nas embalagens dos cremes dentais.

Em relação à quantidade, a indicação é que seja aplicada uma quantia equivalente à metade de um grão de arroz cru para bebês com menos de 10kg.

Para os que têm acima desse peso ou até três anos de idade, a recomendação é de um grão de arroz cru.

Já para as crianças que sabem cuspir ou que têm acima de quatro anos, pode ser colocada uma quantidade correspondente a um grão de ervilha.

Bebês e crianças precisam usar fio dental?

O ideal é que o fio dental seja utilizado diariamente, inclusive em bebês e crianças, a partir do momento em que existirem dois ou mais dentes unidos.

Além de retirar o excesso de alimentos, ele ajuda na remoção da placa bacteriana que se forma entre os dentes.

Ou seja, o uso de fio dental também é peça chave para evitar o desenvolvimento de doenças bucais, como cárie, gengivite, mal hálito e doenças periodontais.

Em um primeiro momento, pode-se adotar o fio dental uma vez ao dia, preferencialmente à noite, quando a higienização deve ser reforçada.

Isso porque a produção de saliva diminui quando dormimos, o que acaba reduzindo nossa proteção natural e favorecendo a atuação das bactérias.

Mas o recomendável é que o objeto seja cada vez mais incluído na rotina da escovação infantil, principalmente em bebês e crianças que têm os dentes bem juntinhos.

Já existem no mercado opções mais fáceis de serem manuseadas com os pequenos, como o fio dental com haste ou cabo.

A escovação infantil não precisa ser estressante

escovação infantil

Quando os pais se envolvem diretamente no processo de escovação, o momento pode se tornar mais agradável

Não há dúvida de que a escovação é um procedimento extremamente importante e necessário para garantir a saúde bucal.

Por mais que alguns bebês ou crianças apresentem resistência nesse processo, deixar de escovar os dentes para evitar estresse não pode ser uma opção.

Fazer da escovação uma rotina pode tornar as coisas mais fáceis. Se toda vez que a criança termina a refeição, ela é imediatamente direcionada à escovação dos dentes, com o tempo isso vai acabar virando um hábito.

O ideal é que os pais também invistam na criatividade para tornar esse processo mais lúdico para a criança e mais agradável para todos.

Criar histórias, cantar músicas, envolver brinquedos, realizar a escovação em bonecos são algumas das alternativas que costumam ajudar.

Outra estratégia que pode dar certo é ler livros sobre saúde bucal, que mostrem personagens envolvidos no processo de escovação.

Os pais também podem escovar os dentes junto aos filhos para dar o exemplo e estimular os pequenos a cuidar dos dentes.

O recomendável é que os próprios pais realizem a escovação dos filhos até que eles completem oito anos de idade, aproximadamente.

Mas se seu bebê ou criança quiser escovar os dentes sozinho, permita e aproveite o momento para orientá-lo a respeito da escovação infantil. Depois, supervisione e faça o reforço necessário.

Você também vai gostar de ler