Quanto custa para abrir um consultório de dentista?

Quanto custa para abrir um consultório de dentista

12/07/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Quanto custa para abrir um consultório de dentista? Essa é uma das perguntas mais comuns quando falamos de profissionais que acabaram de seu formar e desejam abrir seu próprio consultório.

Mas também é um questionamento recorrente entre aqueles dentistas que investiram em outros formatos de atendimento antes de partir para essa etapa, como o consultório odontológico compartilhado.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Será mesmo que vale a pena? Por onde começar? É justamente sobre isso que falaremos nesse artigo. Confira tudo que será abordado sobre o assunto:

  • O que você precisa entender antes de saber quanto custa para abrir um consultório de dentista
  • Equipamentos odontológicos: um custo imprescindível
  • Projeto arquitetônico e de decoração também deve entrar na conta
  • Não se esqueça das despesas relacionadas à estrutura da clínica
  • Gastos que geralmente são esquecidos na hora dos cálculos
  • Quanto custa para abrir um consultório de dentista
  • Dicas para economizar na hora de abrir um consultório odontológico

O que você precisa entender antes de saber quanto custa para abrir um consultório de dentista

Por mais que o objetivo desse artigo seja revelar quanto custa para abrir um consultório de dentista, algumas questões devem ser levantadas antes de falarmos sobre valores.

  • Antes de montar seu consultório, elabore um plano de negócios e defina seus objetivos e ações. Assim, fica mais fácil de determinar o valor a ser investido, inclusive com base no retorno financeiro previsto.
  • Os investimentos necessários para abertura de um consultório ou de uma clínica são diferentes. Portanto, defina primeiro o que você pretende, tendo em mente que o capital do consultório é inferior ao obtido pela clínica.
  • Você quer um ambiente pequeno para prestar atendimentos a preços populares? Ou prefere uma clínica alto padrão, com serviços diferenciados? Ou ainda ser um franqueado? Isso também faz diferença na conta.
  • Não deixe de fazer uma análise de mercado, para entender como tem funcionado na sua região e ter mais segurança antes de fazer o investimento.
  • Avalie, inclusive, o custo de vida e a média salarial na região onde você deseja atuar, pois isso também pode influenciar.
  • Não foque apenas nos custos variáveis da montagem do seu consultório. Tenha uma previsão sobre os custos fixos necessários para mantê-lo em funcionamento também.
  • Não se esqueça que você precisará de um capital de giro para garantir seu funcionamento e o pagamento das despesas nos meses em que a demanda for baixa. Importante também reservar um valor para os gastos emergenciais.
  • Avalie localização, acessibilidade, segurança e estrutura de diferentes locais em que você deseja montar seu consultório e analise o melhor custo benefício. Às vezes compensa investir um pouco mais e estar em um lugar bem localizado e movimentado.
  • Invista o tempo que for preciso no planejamento e nas pesquisas de preços e tome decisões apenas após muito refletir a respeito.

Equipamentos odontológicos: um custo imprescindível

Quando falamos sobre quanto custa para abrir um consultório de dentista, automaticamente muitas pessoas já pensam nos equipamentos e ferramentas odontológicas.

Nada mais justo, afinal, elas são imprescindíveis para seu funcionamento. Mas a verdade é que os preços podem variar bastante, conforme a marca, modelo, capacidade, etc.

A boa notícia é que existem sim produtos de qualidade com preços mais baixos, o que possibilita investimentos duradouros.

Por isso, vale muito a pena investir em uma boa pesquisa, antes de sair por aí comprando.

A cadeira odontológica, por exemplo, costuma custar entre R$ 6 e R$ 18 mil, mas há modelos muito mais caros que podem custar ou até passar de R$ 50 mil.

O compressor, que é essencial para o funcionamento dos outros equipamentos de uso diário, tem um custo aproximado de R$ 2 a R$ 3,5 mil.

Enquanto para a autoclave, o investimento médio é entre R$ 3 e R$ 5 mil. E o fotopolimerizador, é possível encontrar modelos a partir de R$ 600.

Já no que se refere ao kit odontológico, que vem com alta rotação, micromotor, peça reta e contra ângulo, os custos costumam variar entre R$ 2 e R$ 3 mil.

Entretanto, muitos profissionais acabam aproveitando o kit acadêmico adquirido durante a graduação, quando se encontra em boas condições.

Outros equipamentos que devem entrar na conta são: ar-condicionado, micromotor, motor elétrico, aparelho intraoral/extraoral, equipamento de sucção e para profilaxia.

Assim como aparelho de polimerização de resinas, foco cirúrgico, negatoscópio, toalhas e materiais descartáveis, pia para lavar materiais.

Confira: Consultório odontológico: Conheça nossas dicas para montar o seu!

Projeto arquitetônico e de decoração também deve entrar na conta

Quanto custa para abrir um consultório de dentista

Gastos com projeto arquitetônico e decoração também devem ser considerados

Além dos equipamentos odontológicos, é preciso pensar também nos custos envolvidos no projeto arquitetônico e de decoração.

Lembrando que esses valores dependerão diretamente do público-alvo, especialidade, tamanho do espaço e até mesmo estilo pessoal.

Mas, de forma geral, costuma envolver itens como mesa e cadeiras, onde o profissional conversará com o paciente antes e depois dos exames visual e tátil.

Assim como prateleiras, armários planejados, luminárias, cortinas, quadros, itens decorativos, papel de parede, revestimentos, entre outros.

No caso de um odontopediatra, por exemplo, além dos materiais básicos, poderá ser necessário investir em brinquedos, itens decorativos infantis, papel de parede, etc.

Consultório odontológico infantil: conheça os detalhes que fazem a diferença

Além do valor que deverá ser investido no serviço prestado pelo arquiteto e/ou designer de interiores e demais profissionais, como mestre de obras, pedreiro, eletricista, encanador.

Por mais que você não queira investir em um projeto arquitetônico e decoração em um primeiro momento, é preciso avaliar se o espaço precisa de reformas ou pequenos reparos.

Veja também: Tudo que você precisa saber sobre decoração de consultório odontológico

Veja o que considerar na hora de escolher as cores para consultório odontológico

Não se esqueça das despesas relacionadas à estrutura da clínica

Esse custo é mais comum entre os profissionais dentistas que optam por investir não apenas em um consultório, mas, sobretudo, em uma clínica.

No entanto, vale a pena ter conhecimento a respeito.

Aqui, estamos nos referindo aos investimentos realizados para garantir o bom funcionamento da empresa, bem como o conforto dos pacientes e colaboradores.

O que envolve toda a estrutura física da recepção, como mesas de centro ou canto, cadeiras ou poltronas, bancada de atendimento, computador, telefone, bebedouro, televisão, ar condicionado, etc.

Assim como o espaço dedicado ao público infantil, que costuma contar com tatames, pufes, mesas ou cadeiras pequenas e brinquedos.

Sem esquecer dos pontos de apoio para os funcionários, como a cozinha, que precisa de mesa, cadeira, pia, geladeira, micro-ondas, armário e demais utensílios.

Outros itens que entram na lista são os materiais de escritório, como blocos e canetas. Além de copos, papel higiênico, toalha de papel, sabonete líquido, café, chá, biscoitos.

E os materiais descartáveis utilizados no atendimento como luvas, máscaras, toucas, aventais, que são essenciais na biossegurança para odontologia.

Biossegurança em Odontologia: Medidas imprescindíveis para pacientes e odontólogos

Que inclusive devem ser comprados em maior quantidade para garantir que o estoque esteja bem abastecido e não falte material quando necessário.

Gastos que geralmente são esquecidos na hora dos cálculos

Quando os profissionais se perguntam quanto custa para abrir um consultório de dentista, a maioria lembra apenas de equipamentos, estrutura e decoração.

Mas os gastos vão muito além disso. Incluem, por exemplo, ferramentas e plataformas para organizar a rotina e agilizar o trabalho.

Como os softwares para cadastro de pacientes, agendamento de consulta, registro da anamnese, controle de pagamentos, emissão de nota e gestão, de forma geral.

Saiba mais sobre gestão financeira para dentistas

Além dos salários dos colaboradores, como recepcionista ou auxiliar de consultório odontológico, e os encargos trabalhistas.

Vale lembrar, ainda, dos valores relacionados ao marketing e divulgação, importantes na captação de clientes, como identidade visual, mídia impressa e marketing digital.

Marketing odontológico: O que saber para entrar na rede do jeito certo

Bem como dos custos envolvidos com a documentação, como registro de autônomo, contrato social, registro na junta comercial, inscrição estadual e no INSS.

E, ainda, alvará da vigilância sanitária, laudo de vistoria do corpo de bombeiros e laudo radiométrico, para quem fizer uso de aparelhos de raio-x.

Quanto custa para abrir um consultório de dentista

Quanto custa para abrir um consultório de dentista

De forma geral, os gastos iniciais para abrir um consultório não costumam ser abaixo de R$ 30 mil

Antes de falarmos sobre quanto custa para abrir um consultório de dentista, é importante entender que o valor depende de uma série de fatores.

Tais como estado, cidade, bairro, tamanho da sala, porte do consultório, estilo dos móveis, modelos dos equipamentos e instrumentos e muito mais.

E, ainda, se há necessidade de realizar reformas, como pinturas, mudanças nas redes elétricas e hidráulicas, reestruturações para acessibilidade, etc.

O que mostra, portanto, que o investimento total é muito variável. Mas, de forma geral, os gastos iniciais para abrir um consultório podem variar de R$ 30 a 85 mil, aproximadamente.

Já quando envolve recepção, geralmente há um acréscimo nesse valor que pode variar de R$ 7,5 a R$ 25 mil.

Isso sem contar os demais custos envolvidos, como aluguel, água, luz, telefone, internet, IPTU, salário dos colaboradores, entre outras taxas.

Em relação às franquias odontológicas, os custos tendem a ser muito superiores. Em torno de R$ 200 mil, já que conta com apoio gerencial.

Por outro lado, os ganhos também costumam ser maiores, podendo chegar a R$ 120 mil por mês.

Dicas para economizar na hora de abrir um consultório odontológico

Antes que você se assuste com esses valores, já adiantamos que existem algumas formas de economizar na hora de abrir um consultório de dentista. Confira algumas delas:

  • Em primeiro lugar, é de fundamental importância ter uma boa reserva financeira e um planejamento consistente. Isso te dará um maior potencial de negociação.
  • Evite parcelar as compras em longas prestações. Além de acarretar juros altos, esses gastos podem virar uma bola de neve e comprometer seu rendimento mensal.
  • Tente comprar o máximo de coisas à vista. Essa forma de pagamento costuma garantir descontos generosos e muitas vezes até brindes úteis para sua rotina.
  • Avalie outras formas de ampliar sua renda, como alugar o consultório quando você não estiver nele ou atender em mais de um local.
  • Também é preciso estudar formas de economizar ou até mesmo a possibilidade de realizar investimentos.
  • Outra opção é investir em alguns equipamentos seminovos, como a cadeira odontológica, ou recorrer a outlets de lojas especializadas.
  • Vale, ainda, se cadastrar nos sites dos fabricantes para receber avisos de promoções e ficar de olho nas ofertas disponibilizadas na internet.
  • Uma alternativa também é se aliar a outro profissional e montar uma sociedade para diminuir os custos do investimento. Sem esquecer que os ganhos também serão rateados.
  • Se optar por uma sociedade, não necessariamente precisa ser com outro dentista. Às vezes, pode ser um contador, administrador de empresas ou outra função que pode ajudar com mão de obra.

Viu só como a resposta para “quanto custa para abrir um consultório de dentista” é muito mais complexa do que se imagina?

Você também vai gostar de ler