Mini implante dentário ajuda a reduzir o tempo do tratamento ortodôntico

mini implante dentário

22/04/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Você já ouviu falar de mini implante dentário? Trata-se de uma técnica inovadora, rápida e eficaz que utiliza pequenos parafusos para melhorar a aparência e funcionalidade dos dentes e, desta forma, otimizar o tratamento ortodôntico.

Portanto, se você está pensando que este procedimento está relacionado ao implante dentário tradicional, que é adotado para substituir dentes perdidos, já adiantamos que não é nada disso.

Mas pode ficar tranquilo, pois neste artigo você irá entender como funciona o mini implante dentário, seus objetivos e vantagens, em quais casos ele é indicado ou contraindicado e muito mais.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Veja tudo que será abordado sobre o assunto:

  • A diferença entre mini implante dentário e implante tradicional
  • Para que serve o mini implante dentário
  • Recurso não é indicado para todo mundo
  • Para quem o mini implante dentário é indicado
  • Como funciona a implantação do mini implante dentário
  • As principais vantagens deste tipo de procedimento
  • Os riscos pós-implantação
  • Cuidados necessários após a implantação
  • Qual é o valor do mini implante dentário

A diferença entre mini implante dentário e implante tradicional

Antes de abordarmos como funciona o mini implante dentário, é importante já deixarmos claro sua diferença em relação ao implante tradicional.

Em suma, esses dois procedimentos se diferenciam pelos seus objetivos e pelas áreas da odontologia nas quais estão inseridos.

Enquanto o mini implante dentário é utilizado na ortodontia para dar suporte ao aparelho ortodôntico, o implante é um recurso da implantodontia para substituição dentária.

Ou seja, se o paciente perdeu um ou mais dentes, o mais comum é que ele recorra ao implante dentário que substituirá a raiz do (s) elemento (s) perdido (s) e funcionará como um pilar para a instalação da prótese fixa.

Já o mini implante dentário, apesar da semelhança no nome, não serve para isso, mas apenas para sustentar o aparelho ortodôntico em situações específicas e facilitar a movimentação de determinados dentes.

Outra diferença é que o mini implante causa um impacto menor à boca do que o implante convencional.

Veja também: Quem tem implante pode usar aparelho ortodôntico?

Implante dentário é a melhor solução para recuperar a autoestima e o sorriso

Para que serve o mini implante dentário

mini implante dentário

O mini implante dentário consiste na implantação de micro parafusos na região da gengiva, com apoio no osso maxilar

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que o mini implante dentário só deve acontecer se recomendado por um profissional dentista especializado no assunto.

Esta é uma técnica que, apesar de ser mais eficaz do que a tradicional, não é indicada para todos os casos, conforme veremos a seguir.

Seu objetivo é semelhante ao do aparelho ortodôntico, ou seja, promover movimentações no posicionamento dos dentes e corrigir imperfeições do sorriso.

Mas você sabe de que forma isso acontece? São por meio de pequenos parafusos, que atuam como reforço para o tratamento ortodôntico, promovendo uma ancoragem para corrigir problemas deste tipo.

Isso porque eles se apoiam ao aparelho ortodôntico, direta ou indiretamente, exercendo força sobre os dentes desejados e impulsionando sua movimentação.

O que possibilitará melhorias no crescimento e desenvolvimento dental, em problemas de mordida e de movimento dental, no fechamento de espaços entre as raízes, entre outros.

Mas seu principal diferencial está na capacidade de corrigir os dentes e melhorar a aparência e função dental em um menor intervalo de tempo.

Inclusive possibilitar a harmonização facial sem o paciente precisar passar por procedimentos invasivos.

Recurso não é indicado para todo mundo

A implantação do mini implante dentário é sim um procedimento minimamente invasivo e simples, conforme já mencionado anteriormente.

Contudo, ainda assim, não é indicado para todo mundo. Como, por exemplo, para pacientes em tratamento ortodôntico com quadros mais simples.

Ou até mesmo para mulheres grávidas e para quem tem algum tipo de distúrbio ósseo, hematológico ou metabólico.

Algumas pessoas também podem apresentar algumas características que impossibilitem a instalação dos pequenos parafusos.

Como pouco espaço entre as raízes ou até mesmo higiene bucal deficiente.

Para quem o mini implante dentário é indicado

O mini implante dentário é uma alternativa para os pacientes que buscam um sorriso mais harmônico e estão em tratamento ortodôntico, em primeiro lugar.

Sobretudo para aqueles com casos mais complexos que necessitam realizar movimentações em determinados dentes sem afetar todos os grupos.

É o caso, por exemplo, de quem possui grandes espaços entre os dentes ou na própria arcada, disfunções na mordida e intrusão ou extrusão dos molares.

Problemas no crescimento e na disposição dos dentes e quadros de aproximação ou distanciamento dos dentes em relação à linha média também podem ser indicações para a implantação dos microparafusos.

Vale destacar que o procedimento só é realizado após indicação profissional e que o mini implante dentário não é um recurso para substituir dentes perdidos, conforme já explicado.

Veja ainda: O aparelho ortodôntico ideal para você

                     Conheça os melhores aparelhos ortodônticos para adultos

Como funciona a implantação do mini implante dentário

mini implante dentário

A implantação consiste em um procedimento cirúrgico simples, rápido, seguro e minimamente invasivo

A implantação do mini implante dentário é um procedimento cirúrgico simples, rápido, seguro e minimamente invasivo.

Em um primeiro momento, o profissional dentista realiza uma série de exames para investigar a disfunção oral do paciente e avaliar se realmente existe a necessidade de realizar a intervenção.

Em seguida, o processo de implantação tem início com a ajuda de uma broca do tipo piloto.

O odontólogo faz uma pequena abertura na gengiva para possibilitar a inserção de pequenos parafusos com apoio no osso maxilar, que é o responsável pela sustentação dos dentes.

E, depois de inserido, o aperta para garantir sua fixação. O mais comum é que a implantação aconteça no maxilar superior, mas também pode ser realizada no inferior ou no palato.

Os microparafusos são feitos em aço cirúrgico ou titânio e possuem cerca de 4 a 13 milímetros de comprimento e um ou dois milímetros de diâmetro.

O procedimento costuma durar de 20 a 30 minutos e é realizado sob efeito de anestesia local, portanto, o paciente não sente qualquer tipo de dor. Além disso, não demanda qualquer tipo de corte ou sutura.

As principais vantagens deste tipo de procedimento

De forma geral, a implantação do mini implante dentário possui um bom índice de satisfação, sobretudo por conta das vantagens que apresenta. Confira algumas delas:

  • Trata-se de uma técnica indolor e com rápida recuperação, já que permite que o paciente retorne às atividades em poucos dias
  • O paciente costuma se adaptar rapidamente à peça, o que tende a acontecer já na primeira semana
  • Oferece risco mínimo de dores no osso adjacente
  • Garante movimentações precisas em um único dente ou em determinadas áreas da arcada dentária, sem o risco de outros elementos dentários sofrerem movimentos indesejáveis
  • Exerce pouca pressão sobre as raízes, preservando-as, já que a movimentação mais intensa é realizada em um local específico
  • Não requer grandes aparatos ortodônticos
  • A higienização oral não é dificultada e nem comprometida por sua estrutura
  • Não demanda degaste em dente remanescente
  • Pode ser implantado em diversas regiões de boca
  • Amplia a taxa de correção dos problemas que envolvem alinhamento dental
  • Reduz o tempo do tratamento ortodôntico
  • Possibilita a harmonização do sorriso sem o paciente precisar passar por procedimentos invasivos

Os riscos pós-implantação

Importante destacar que qualquer procedimento cirúrgico, por mais fácil e rápido que seja, pode apresentar algum risco.

Mas a boa notícia é que, no caso da implantação do mini implante dentário, as possíveis complicações são relativamente simples e contornáveis.

São raros os pacientes que relatam dores após a fixação, por exemplo. E, quando isso acontece, é apenas um leve desconforto no tecido mole ao redor do dispositivo.

Já um dos principais riscos dizem respeito ao risco de fraturar o aparelho ortodôntico durante a implantação.

Ou até mesmo romper o parafuso na hora do implante ou da remoção, se o profissional aplicar pressão extra.

Por outro lado, caso ele seja instalado no local errado, pode sim afetar outros dentes, dificultando ou até mesmo impedindo a movimentação desejada dos mesmos.

Por isso a importância de realizar o procedimento com um profissional capacitado e experiente.

Dominar precisamente a técnica irá favorecer tanto a execução, quanto o diagnóstico e o planejamento deste tipo de tratamento.

Cuidados necessários após a implantação

mini implante dentário

Escova unitufo pode ser uma boa ferramenta para auxiliar a higienização dos dentes e aparelho

De forma geral, a implantação do mini implante dentário não requer cuidados excepcionais. As recomendações giram em torno da higienização e da alimentação, basicamente.

No que diz respeito à higienização, o recomendável é redobrar a atenção com a higiene bucal diária, inclusive porque a limpeza do dente com aparelho, por si só, já demanda cuidados especiais.

Além da escovação ao menos três vezes ao dia, sobretudo após as refeições, o paciente não deve esquecer de limpar ao redor da peça.

Nesse caso, uma escova unitufo, que é aquela que possui um único tufo de cerdas, pode ajudar a garantir uma higienização mais eficaz.

O fio dental também deve ser utilizado diariamente para retirar os resíduos de alimentos. Lembrando de passá-lo pelas duas faces dos dentes, até chegar na gengiva, em toda a arcada dentária.

Em relação à alimentação, o ideal é evitar consumir alimentos duros, fibrosos e pegajosos para evitar danos aos pequenos parafusos.

Importante evitar, também, tocar e/ou pressionar o local, bem como cutucar o dente com objetos pontiagudos, como palitos. Isso para prevenir complicações, além de danificações ao material.

Outro cuidado necessário é em relação aos retornos periódicos no consultório odontológico. Eles devem ser seguidos à risca, assim como as recomendações repassadas pelo odontólogo, para garantir o sucesso do tratamento.

Em caso de dor, vermelhidão e sangramento, o profissional dentista também deverá ser imediatamente consultado.

Qual é o valor do mini implante dentário

Assim como acontece com grande parte dos procedimentos odontológicos, o valor do mini implante dentário vai depender de uma série de fatores.

A começar pelo dentista que irá realizar o procedimento e pela clínica onde a implantação será realizada.

Inclusive porque não existem muitos profissionais no mercado especialistas nesse tipo de tratamento, o que pode acabar onerando os custos.

Além disso, como o mini implante dentário é uma cirurgia delicada, pode acabar sendo considerada cara para algumas pessoas.

Em contrapartida, há quem defenda que o fato de a implantação do mini implante dentário não ser uma técnica invasiva e nem necessitar de enxerto ósseo, reduz e muito os custos.

Você também vai gostar de ler