Lifting não cirúrgico para uma face mais atraente, harmônica e rejuvenescida

Lifting não cirúrgico

06/07/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

O lifting não cirúrgico está dando o que falar e não é à toa. Afinal, o procedimento é capaz de promover um efeito lifting no rosto e rejuvenescer a aparência sem a necessidade de cirurgia.

Realizado no próprio consultório odontológico, de forma pouco invasiva e rápida, o lifting não cirúrgico é uma das técnicas de harmonização facial capazes de renovar a aparência.

O que acontece de diferentes formas, como por meio da reacomodação dos tecidos, levantamento das estruturas faciais, amenização de rugas, valorização dos contornos faciais e muitos mais.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Nesse artigo, você vai entender o que é e como funciona o lifting não cirúrgico, como é o pós-operatório, em quanto tempo os efeitos aparecem e muito mais.

Veja tudo que será abordado sobre o tema:

  • Como o lifting não cirúrgico atua no processo de envelhecimento
  • Entenda, primeiramente, o que é o lifting facial
  • O que é o lifting não cirúrgico?
  • Para quem o procedimento é indicado
  • Como o lifting não cirúrgico é realizado?
  • Que fios são esses e como eles atuam?
  • Dentistas também podem realizar o procedimento
  • Cuidados pós-operatório e recuperação
  • Em quanto tempo os resultados aparecem e qual sua duração
  • Os efeitos do lifting não cirúrgico

Como o lifting não cirúrgico atua no processo de envelhecimento

Por volta dos 30 anos, os músculos da face, a pele e os tecidos já começam a perder gordura e elasticidade e a flacidez entra em cena.

À medida que a idade avança, aquele semblante leve e jovial passa a ser substituído por rugas, sulcos, bolsas, linhas de expressão, papada e até por um aspecto de rosto caído.

Tudo sobre a Lipo Enzimática de Papada feita com o dentista

Entre outras marcas indesejáveis que afetam a estética e comprometem a autoestima de muitos pacientes.

Por mais que o envelhecimento seja um processo natural, isso não significa que precisamos esperar por ele sentados, não é mesmo?

Hoje em dia existem diversas técnicas que visam justamente minimizar esses efeitos do tempo, da gravidade e, inclusive, dos maus hábitos.

E, sobretudo, promover um rejuvenescimento, como é o caso do lifting facial, que você conhecerá neste artigo.

Veja também: Dermosustentação por fios: uma forma de combater a flacidez da pele do rosto e pescoço

Entenda, primeiramente, o que é o lifting facial

Também conhecido por ritidoplastia, o lifting facial é voltado para a diminuição das rugas do rosto e pescoço, redução da flacidez da pele e remoção do excesso de gordura facial, principalmente.

Como o rejuvenescimento de pescoço pode ser feito no consultório odontológico?

Neste caso, o procedimento é considerado uma cirurgia plástica. Ou seja, realizado mediante anestesia geral e com necessidade de internação de três dias, aproximadamente.

Além disso, a cirurgia é muito mais complexa. Dura cerca de quatro horas e há a necessidade de fazer cortes pelo rosto, seguindo a linha do cabelo e da orelha, para cortar a pele em excesso e costurar os músculos.

O pós-cirúrgico também demanda cuidados especiais, como dormir de barriga para cima e com a cabeceira da cama elevada, manter a cabeça e pescoço enfaixados por uma semana, entre outros.

O que acaba se tornando inviável para muitas pessoas, seja por dificuldade em paralisar suas atividades por tanto tempo ou por medo mesmo.

O que é o lifting não cirúrgico?

E é justamente por isso que o lifting não cirúrgico tem feito tanto sucesso. Porque trata-se de uma forma simples, indolor e segura de renovar a aparência.

A técnica não cirúrgica utiliza fios de sustentação, fabricados em materiais seguros, para tracionar os tecidos, reposicionar os músculos e demais estruturas e harmonizar a face.

Esses fios são posicionados em pontos estratégicos da derme, sem a necessidade de cortes. E, com o tempo, são naturalmente absorvidos pelo organismo.

Quando realizado na constância adequada e de forma correta, também ajuda na produção natural de colágeno e elastina para que a pele não volte a formar rugas.

Bioestimuladores de colágeno para uma pele viçosa e sem flacidez

Além de contribuir para a definição do contorno facial, entre outros benefícios que mencionaremos a seguir.

Para quem o procedimento é indicado

Lifting não cirúrgico

Procedimento é uma boa opção para quem deseja garantir uma face mais atraente e harmônica e rejuvenescer por meio de um tratamento simples

A técnica de lifting não cirúrgico é indicada tanto para mulheres, quanto para homens.

Entenda como funciona e as diferenças da harmonização facial masculina

Sobretudo para aqueles que buscam uma alternativa para evitar que as marcas do tempo pesem na face.

Como o aspecto de rosto caído, rugas, flacidez, excesso de pele.

Também é uma alternativa para quem deseja garantir uma face mais atraente e harmônica e rejuvenescer por meio de um tratamento simples.

E, principalmente, para que não quer ou não pode se submeter à cirurgia plástica de lifting facial, por qualquer motivo que seja.

Ou para quem busca resultados rápidos, sem a necessidade de passar por uma intervenção cirúrgica, comprometer sua rotina e correr riscos por pura estética.

Como o lifting não cirúrgico é realizado?

O lifting não cirúrgico é um procedimento considerado relativamente simples, rápido, minimamente invasivo e, sobretudo, seguro.

Ao contrário do lifting facial, que caracteriza uma cirurgia plástica.

No caso do procedimento não cirúrgico, ele é realizado no próprio consultório odontológico e dura, aproximadamente, 40 minutos, sem a necessidade de internação.

Inicialmente, o cirurgião-dentista aplica uma anestesia local e, em seguida, introduz pequenas cânulas na face.

Isso por meio de pequenos pontos que servem como guias, mas que não podem ser vistos a olho nu e nem sentidos pelo toque.

Depois disso, os fios são posicionados no tecido subcutâneo, mais especificamente na parte gordurosa da face.

Tudo isso sem a necessidade de cortes e, consequentemente, suturas. E sem deixar marcas e cicatrizes.

Veja também: Fios de sustentação no nariz garantem remodelação nasal sem bisturi

Que fios são esses e como eles atuam?

Agora que você já sabe como o lifting não cirúrgico é realizado na prática, fica mais fácil entender como esses fios atuam.

Os fios de sustentação utilizados no procedimento geralmente costumam ser os de polidioxanona, mais conhecidos como fios de PDO.

Mas os fios de ácido polilático (PLA), também conhecidos por fios silhouettes, também podem ser adotados.

Trata-se de filamentos sintéticos e 100% biodegradáveis que, graças à sua estrutura, realizam uma tração no tecido, que é justamente o que eleva as partes flácidas e garante a sustentação prolongada ao rosto.

Além de estimular a produção de colágeno e elastina, que também contribui para a eliminação da flacidez e reposicionamento da pele.

Entre outros efeitos que veremos mais adiante.

Veja também: Fios PDO possibilitam lifting facial não cirúrgico, indolor e natural

Dentistas também podem realizar o procedimento

O lifting não cirúrgico é um dos procedimentos de harmonização orofacial que podem ser realizados pelo cirurgião-dentista especializado na área.

Para quem não sabe, em 2019, o Conselho Federal de Odontologia reconheceu a harmonização orofacial como especialidade odontológica.

Isso considerando que o profissional dentista possui um amplo conhecimento sobre a face, sua estrutura e dinâmica.

Segundo a Resolução 198, entende-se por harmonização orofacial um conjunto de procedimentos realizados pelo cirurgião-dentista em sua área de atuação, responsáveis pelo equilíbrio estético e funcional da face.

Entre eles a realização da intradermoterapia e o uso de biomateriais indutores percutâneos de colágeno com o objetivo de harmonizar os terços superior, médio e inferior da face, na região orofacial e estruturas relacionadas anexas e afins.

No caso da harmonização orofacial com fios de sustentação, a técnica pode ser utilizada, inclusive, para corrigir alterações como sorriso assimétrico e sulcos nasolabiais decorrentes do processo natural de envelhecimento.

Cuidados pós-operatório e recuperação

Lifting não cirúrgico

Uma das grandes vantagens do lifting não cirúrgico é que o pós-operatório não demanda grandes cuidados e a recuperação é rápida

Outra grande vantagem do lifting não cirúrgico é que o procedimento conta com um pós-operatório mínimo e recuperação rápida do paciente.

De forma geral, quem passa pelo tratamento já é liberado para retornar às suas atividades assim que sai do consultório.

Porém, com alguns cuidados. Tais como evitar sorrir e falar em excesso pelo menos nas primeiras 24 horas, para não forçar os músculos da face.

Evitar praticar esportes, sobretudo os de contato físico, na primeira semana. E também não realizar cirurgias odontológicas e tratamentos faciais nesse mesmo período.

Importante destacar que existem alguns profissionais que estendem essas limitações por um mês, como margem de segurança.

Em quanto tempo os resultados aparecem e qual sua duração

Pode até parecer mentira, mas os resultados do lifting não cirúrgico são quase imediatos. Principalmente quando se trata da redução de rugas mais profundas.

O que significa que, assim que o paciente sai do consultório, ele já consegue visualizar sua face mais rejuvenescida.

Todavia, o pico da ação costuma acontecer em cerca de 30 dias após a realização do procedimento.

E os efeitos tendem a melhorar com o tempo, o que garante um tratamento a longo prazo.

Tanto de estímulo da produção de colágeno e elastina, quanto de lifting facial e tratamentos de flacidez, sulcos e rugas.

De forma geral, os fios costumam ser reabsorvidos em um prazo que vai de 18 a 24 meses, o que demanda uma reavaliação depois disso.

Ainda assim, o efeito permanece, mesmo que seja de forma bem sutil.

Os efeitos do lifting não cirúrgico

O lifting não cirúrgico garante os mais diferentes efeitos e benefícios, conforme pudemos no decorrer desse artigo.

Entre os principais, estão:

  • Diminuição ou eliminação de rugas e sulcos;
  • Correção de linhas de expressão;
  • Tratamento da flacidez;
  • Remoção do excesso de pele;
  • Melhoria do tônus facial;
  • Melhor definição do contorno do rosto e do pescoço;
  • Eliminação do bigode chinês;
  • Levantamento das maçãs do rosto;
  • Delimitação da região da mandíbula o que, consequentemente, contribui para redução da papada;
  • Garante mais jovialidade para o rosto e eleva autoestima;
  • Entre outros.

Deu para entender porque o lifting não cirúrgico tem feito tanto sucesso?

Você também vai gostar de ler