Harmonização do queixo para quem deseja mudar o contorno facial

Harmonização do queixo

30/06/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Grande parte dos pacientes foca em realizar procedimentos estéticos apenas em regiões como nariz, olhos e boca.

Mas, de um tempo para cá, intervenções no mento também passaram a ganhar atenção, como é o caso da harmonização do queixo.

Isso porque esta é uma área determinante na hora de equilibrar as proporções do rosto e definir o contorno facial.

O que, consequentemente, garante uma melhor harmonização facial, além de um aspecto de rejuvenescimento.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Nesse artigo você irá descobrir de que forma isso acontece, como funciona a harmonização do queixo, suas indicações e contraindicações e muito mais.

Veja tudo que será abordado sobre o assunto:

  • Entenda de que forma a harmonização do queixo impacta em todo o rosto
  • Qual é a diferença entre mentoplastia e harmonização do queixo
  • O que é o preenchimento de mento
  • Indicações e contraindicações da harmonização do queixo
  • Como o procedimento é realizado na prática
  • Cirurgiões-dentistas também podem realizar procedimentos de harmonização orofacial
  • Sobre possíveis reações, cuidados necessários e resultados esperados
  • Tipos de melhorias que podem ser garantidas por meio da harmonização do queixo

Entenda de que forma a harmonização do queixo impacta em todo o rosto

Antes de falarmos especificamente sobre a harmonização do queixo, é importante entender de que forma a realização deste procedimento impacta no restante do rosto.

Nossa face é dividida em três terços: superior (testa e supercílios), médio (olhos, pálpebras, nariz e maçãs do rosto) e inferior (queixo, bochechas e mandíbula).

Cada uma dessas regiões tem suas próprias características e proporções.

Apesar disso, alguns procedimentos podem ser realizados com o intuito de promover algumas adaptações e, assim, garantir uma melhor harmonização facial.

Como é o caso da harmonização do queixo, parte também conhecida por mento, que é um ponto muito importante na definição do contorno da face.

Quando sua proporção é ideal, a face acaba ficando com um aspecto mais harmônico e rejuvenescido.

Mas é importante ter em mente que este “ideal” não significa que existe um padrão para todos.

Pelo contrário, a proporção varia de paciente para paciente, considerando suas demais características.

É por isso, inclusive, que muitos acabam associando a rinomodelação e o preenchimento de mandíbula à harmonização do queixo: para garantir um resultado ainda melhor e mais completo.

Qual é a diferença entre mentoplastia e harmonização do queixo

Outro ponto que vale esclarecer antes de explicar os detalhes sobre a técnica de preenchimento de queixo é sua diferença com a mentoplastia.

Isso porque, quando se fala de harmonização do queixo, muitas pessoas tendem a confundir esses dois tratamentos.

Então vamos lá! A mentoplastia é um procedimento de grande porte que é indicado para os casos em que o mento afeta a harmonia facial de forma mais profunda.

Como, por exemplo, quando o queixo é muito projetado para frente ou para trás. Quando ele é menor ou maior que as outras partes da face ou até mesmo quando apresenta assimetrias.

Descubra como tratar o queixo torto no consultório odontológico

Isso porque trata-se de uma cirurgia que utiliza implante e reposicionamento de osso para ampliar o tamanho do queixo, deixa-lo mais projetado para frente.

E, assim, garantir uma face mais harmônica, por meio de um resultado efetivo e duradouro.

Como a mentoplastia pode contribuir para o equilíbrio estético e funcional da face

Já a harmonização do queixo, também conhecida como preenchimento de mento, se diferencia primeiramente por ser uma técnica menos invasiva.

É realizada de forma simples e objetiva. Seu papel é promover a hidratação da região onde o preenchedor é injetado e, assim, devolver o volume, amenizar as rugas e rejuvenescer a face.

Além disso, seus efeitos são temporários, o que dá opção para o paciente em retocar ou não o procedimento, entre outros detalhes que você poderá conferir no decorrer deste artigo.

O que é o preenchimento de mento

Harmonização do queixo

Procedimento visa corrigir assimetrias e equilibrar proporções do rosto, por meio do uso de preenchedores

Também chamada de bioplastia de queixo, a harmonização do queixo é um procedimento que pode ser realizado tanto com a finalidade estética, quanto reparadora.

Seu objetivo é corrigir assimetrias e equilibrar as proporções do rosto, por meio do uso de preenchedores.

Tais como ácido hialurônico, hidroxiapatita de cálcio, policaprolactona.

A harmonização do queixo utiliza a linha entre o nariz e o mento como guia e ponto de referência para promover esse equilíbrio entre as proporções do rosto.

O que, consequentemente, favorece o contorno e a harmonização facial. E não só de mulheres, como muitos pensam, mas também dos homens.

O preenchimento de mento resolve problemas do queixo sem a necessidade de cirurgia

Indicações e contraindicações da harmonização do queixo

A harmonização do queixo é indicada, acima de tudo, para aqueles pacientes que desejam mudar o contorno facial sem precisar passar pelo bisturi.

Também é uma boa opção para quem apresenta uma certa desproporcionalidade no terço inferior da face, geralmente porque o mento é curto ou retraído.

Ou para quem tem o rosto mais arredondado ou até mesmo perdeu o contorno mandibular.

Preenchimento mandibular para mulheres: Saiba todos os benefícios desse procedimento

É uma alternativa bastante procurada para deixar o rosto mais definido e atraente. E até mais alongado e tridimensional, quanto associado a outras técnicas, como bichectomia.

Por outro lado, o procedimento é contraindicado para gestantes, lactantes, pacientes com doenças autoimunes e que tenham preenchimento definitivo.

Como o procedimento é realizado na prática

Em primeiro lugar, o paciente interessado em realizar a harmonização do queixo deve passar por uma avaliação profissional, que analisará suas necessidades e desejos.

Após essa análise, um protocolo personalizado é desenvolvido e o procedimento pode ser iniciado no próprio consultório, inclusive odontológico, conforme falaremos logo mais.

Para começar, uma anestesia local é aplicada na região e o preenchedor é injetado por meio de agulhas com pontas arredondadas, que levam o nome de microcânulas.

Na maior parte das vezes, utiliza-se o ácido hialurônico, uma substância natural do nosso organismo que passa a ter sua produção diminuída com o tempo.

Como trata-se de um produto biocompatível, além de reduzir significativamente os riscos de complicações, ele também é reabsorvido pelo organismo com o passar dos meses.

A substância é moldada na região, seguindo os objetivos definidos previamente, para que o queixo seja remodelado.

Lembrando que o volume de preenchedor utilizado é o que determinará se o efeito ficará natural ou não.

Cirurgiões-dentistas também podem realizar procedimentos de harmonização orofacial

Harmonização do queixo

Dentistas podem utilizar preenchedores faciais tanto para fins terapêuticos funcionais, quanto estéticos

Ao contrário do que muita gente pensa, a harmonização do queixo não é um procedimento exclusivamente realizado por médicos, sobretudo dermatologistas.

Os cirurgiões-dentistas também estão autorizados a realizar esse tipo de procedimento, conforme a resolução 176/2016.

A normativa deixa claro que os preenchedores faciais podem ser utilizados pelos profissionais dentistas tanto para fins terapêuticos funcionais, quanto estéticos.

Mas desde que não extrapolem sua área anatômica de atuação, que é superiormente ao osso hioide, até o limite do ponto násio (ossos próprios de nariz).

E anteriormente ao tragus, abrangendo estruturas anexas e afins, no que se refere à área anatômica de atuação clínico-cirúrgica.

O terço superior da face também é incluído quando se trata de procedimentos não cirúrgicos, de finalidade estética de harmonização facial em sua amplitude.

O uso dos preenchedores facial também está previsto na Resolução 198/2019, que reconhece a Harmonização Orofacial como especialidade odontológica.

Veja também: Conheça as diferenças entre o botox e o preenchimento facial

Saiba tudo sobre a harmonização orofacial

Sobre possíveis reações, cuidados necessários e resultados esperados

De forma geral, o procedimento não costuma passar de uma hora de duração, não deixa qualquer tipo de cicatriz e permite o retorno do paciente à rotina logo após seu término.

Ainda assim, sintomas como inchaço, vermelhidão, dor local e até mesmo hematomas podem surgir.

Por isso, o recomendável é evitar praticar qualquer tipo de atividade física, pelo men-harmonos nas primeiras 24 horas após a realização da harmonização do queixo.

Assim como não realizar massagens no local de aplicação nos primeiros dias.

Em alguns casos, um curativo deve ser mantido no local por dois ou três para garantir que o implante se solidifique.

O resultado geralmente é imediato, mas pode ser que a região ainda permaneça inchada por alguns dias.

Por isso, muitos profissionais costumam dizer que o resultado final pode ser percebido em até 21 dias após o procedimento, já que este é o prazo para o produto hidratar e a região desinchar.

E o esperado é que os efeitos durem até 18 meses, aproximadamente.

Tipos de melhorias que podem ser garantidas por meio da harmonização do queixo

A harmonização do queixo é capaz de tratar as mais diferentes queixas relacionadas ao mento.

Desde corrigir assimetrias, conforme já mencionado anteriormente, até devolver volume, esconder a temida papada e equilibrar as proporções do rosto.

Tudo sobre a Lipo Enzimática de Papada feita com o dentista

Assim como aumentar, projetar ou empinar o queixo. E deixá-lo com um aspecto menor, mais fino ou arredondado.

O que, consequentemente, garante um rosto mais alongado, apresentável e harmônico, além de melhorar o contorno facial.

Além disso, a harmonização do queixo também ajuda a hidratar o local, estimular a produção de colágeno e elastina e melhorar a flacidez.

No caso de pacientes idosos, por exemplo, o preenchimento de mento ainda vem sendo uma alternativa para substituir o suporte estrutural perdido com o tempo.

Já entre os homens, a harmonização do queixo vem sendo bastante procurada para deixar o queixo mais forte e bem demarcado. O que costuma ser sinal de segurança, virilidade, beleza e autoconfiança.

Você também vai gostar de ler