Clareamento dental a laser: como funciona, prós, contras e riscos

clareamento dental a laser

30/05/2021 | Por: Odonto Busca Conteúdo

Se você está insatisfeito com a coloração dos seus dentes, provavelmente já deve ter pensado em fazer um clareamento dental a laser alguma vez na vida.

O procedimento, que é apenas uma das técnicas de branqueamento dental, é considerado uma das opções mais acessíveis e menos invasivas para se transformar o sorriso.

E chama atenção, sobretudo, por sua eficácia, já que mais do que remover manchas superficiais, devolve a coloração original dos dentes, que se perdeu com o passar dos anos.

Não é à toa que é um dos procedimentos mais procurados nos consultórios odontológicos.

Odontólogo, cadastre-se e garanta seu lugar entre os melhores profissionais do país. Seja visto mais vezes por clientes em potencial da sua região.

Paciente, crie a sua conta e tenha acesso a centenas de profissionais, em todas as regiões do país, para marcar a sua consulta com praticidade.

Mas você sabe, ao certo, quem pode ou não realizar o clareamento dental a laser, como ele funciona, quais são seus prós, contras e riscos?

Essas são algumas das questões que você irá conferir neste artigo. Veja tudo que será abordado sobre o assunto:

  • Clareamento dental a laser: indicações e contraindicações
  • Como funciona o clareamento dental a laser na prática
  • Prós e contras da técnica a laser
  • Quantidade necessária de sessões
  • Cuidados antes, durante e após o procedimento
  • Os riscos do clareamento dental a laser

Clareamento dental a laser: indicações e contraindicações

Independentemente do método, a técnica de branqueamento dental é uma excelente opção para quem tem dentes mais amarelados ou escuros.

Seja como resultado de traumas, uso de medicamentos ou simplesmente em virtude do próprio aspecto fisiológico.

No caso do clareamento dental a laser, uma das vantagens é que o procedimento pode ser realizado também por pacientes com retração gengival, ou seja, dentes com raízes expostas.

Além de ser uma ótima alternativa para urgências estéticas, como casamentos, formaturas, viagens, reuniões importantes, entre outros eventos sociais.

Por outro lado, o tratamento é contraindicado para crianças, grávidas e pacientes com hipersensibilidade.

Lembrando que o paciente interessado em realizar esta técnica deve procurar um odontólogo especialista e realizar os exames necessários, antes de qualquer coisa.

Somente após avaliar a situação do paciente, é que o profissional dentista poderá dizer se o clareamento dental a laser é ou não a melhor opção.

E isso vai depender não só da cor atual dos dentes, como também da causa da alteração da coloração, dos tipos de pigmentações e manchas e se o paciente apresenta algum problema bucal que deve ser tratado previamente.

Como funciona o clareamento dental a laser na prática

O clareamento dental a laser é realizado no consultório odontológico do início ao fim, geralmente em sessões que vão de 40 minutos a uma hora.

Após proteger os lábios, gengiva e demais tecidos moles da boca do paciente, o profissional dentista inicia a aplicação do agente clareador na superfície externa dos dentes.

Lembrando que a aplicação de anestesia não se faz necessária neste caso.

Geralmente, utiliza-se um gel a base de peróxido de hidrogênio ou carbamida, cuja concentração pode chegar até a 40% e, por isso, só pode ser manuseado por um dentista.

A substância química é aplicada dente por dente e, em seguida, o laser é ligado para que o feixe de luz aja diretamente no gel.

O calor gerado pelo equipamento ativa e intensifica seu efeito, possibilitando a oxidação e liberação dos corantes, o que aumenta sua eficiência e acelera o processo de clareamento.

Prós e contras da técnica a laser

clareamento dental a laser

Técnica de clareamento dental a laser chama atenção por sua rapidez, comodidade e segurança

O clareamento dental a laser costuma ganhar destaque justamente pela série de vantagens que apresenta. A começar pelo fato de ser um procedimento mais rápido do que o convencional.

Enquanto o clareamento dental caseiro costuma se prolongar por três semanas ou até mais, a técnica a laser não costuma demandar mais do que quatro sessões. Inclusive os resultados já começam a serem vistos na primeira.

Entenda o que é o clareamento caseiro e como ele é feito

Sem contar a comodidade e conforto do paciente, já que ele não precisa utilizar a conhecida moldeira de silicone diariamente e consegue solucionar seu problema em poucas sessões.

Como o procedimento também é totalmente realizado pelo profissional dentista, os riscos acabam sendo reduzidos, de certa forma.

Isso, claro, considerando que o paciente irá procurar um especialista com conhecimento, domínio e experiência sobre a técnica.

A luz terapêutica do laser também costuma ajudar na redução da sensibilidade dentária e na diminuição do risco de inflamações.

Por outro lado, o clareamento dental a laser costuma ser mais caro e, quando se fala em riscos, são mais significativos, conforme veremos a seguir.

Além disso, alguns pacientes podem depositar muita expectativa no resultado, acreditando que o método é “milagroso”, e acabar se frustrando com o efeito final.

Continue lendo esse artigo para entender sobre o que estamos nos referindo.

Quantidade necessária de sessões

Uma das perguntas mais comuns quando se fala em clareamento dental a laser é: “quantas sessões preciso para garantir dentes brancos e livres de manchas? ” E a resposta é: depende.

Isso porque a quantidade de sessões necessárias para alcançar o branqueamento dos dentes varia de paciente para paciente e até mesmo do produto utilizado pelo profissional dentista.

Mas, de forma geral, costumam ser recomendadas de uma a quatro sessões, com intervalo de pelo menos dois a três dias.

No encerramento das sessões, geralmente o profissional dentista avalia a cor obtida e analisa se o objetivo foi alcançado para só depois decidir sobre a necessidade ou não de novas sessões.

O maior problema é que muitos pacientes iniciam o tratamento com a expectativa de que terão dentes super brancos ao final.

Contudo, é importante lembrar que é preciso manter o aspecto natural dos dentes e que o potencial de clareamento não é o mesmo para todos.

Isso significa que, caso seus dentes não estejam mais claros, mesmo com o clareamento dental a laser, pode ser sinal de que os corantes não estão sendo liberados e esta seja sua cor natural.

Nesse caso, muitos pacientes costumam recorrer a outros procedimentos estéticos, como facetas dentárias de resina ou porcelana e lentes de contatos dentais.

Veja também: Clareamento dos dentes: Com qual frequência pode ser repetido?

Cuidados antes, durante e após o procedimento

Engana-se quem pensa que as precauções devem ser tomadas somente durante o clareamento dental a laser.

O resultado do procedimento, assim como o tempo de tratamento, vai depender diretamente dos hábitos do paciente, inclusive antes e após sua realização.

Confira algumas das medidas que fazem total diferença no processo:

  • Evitar bebidas geladas e ácidas, assim como aquelas à base de cola, café, refrigerante, suco de uva, vinho, entre outros;
  • Reduzir ao máximo o consumo de alimentos ricos em corantes, sejam artificiais ou até mesmo naturais;
  • Realizar a escovação adequadamente, ao menos três vezes ao dia, principalmente após as refeições;
  • Utilizar o fio dental todos os dias, da forma correta, para evitar a formação de placa bacteriana;
  • Para os pacientes que são fumantes, reduzir ao máximo a quantidade de cigarro e, se possível, até mesmo interromper o tabagismo;
  • Visitar o consultório odontológico regularmente, de preferência semestralmente, e realizar a limpeza dental sempre que possível.

Além disso, imediatamente após a conclusão do clareamento dental a laser, é recomendável que um polimento seja realizado para impedir que os dentes amarelem rapidamente.

Agentes dessensibilizantes, como o verniz fluoretado, também devem ser aplicados, para reforçar a proteção.

Os riscos do clareamento dental a laser

clareamento dental a laser

Por mais que seja um método seguro, o clareamento dental a laser também não está totalmente livre de riscos, como irritações e inflamações dos tecidos moles

É preciso ter em mente que qualquer técnica para branqueamento dos dentes oferece determinados riscos, principalmente se não for realizada adequadamente.

Inclusive o clareamento dental a laser, começando pelo fato de que sua luz pode acabar tendo um efeito um pouco tóxico.

Além disso, o procedimento pode causar inflamação da polpa dentária, em virtude do superaquecimento da superfície dos dentes.

Bem como irritação, quando a substância química chega a atingir as camadas de esmalte e dentina, e sensibilidade dentinária.

Não é à toa que o procedimento é dividido em sessões: para evitar que o excesso de produto, em um curto intervalo de tempo, cause danos aos dentes.

Também é preciso observar atentamente a evolução do efeito clareador e saber a hora certa de parar para evitar problemas irreversíveis na estrutura dental.

É por isso que, por mais que muitos considerem o clareamento dental com moldeira como um método ultrapassado, ele é um dos mais seguros.

Tendo em vista que a concentração de peróxido de hidrogênio ou carbamida é mais baixa, o que acaba restringindo os riscos a situações passageiras de sensibilidade e lesões gengivais.

Para fechar

Nesse artigo, você pôde entender melhor como o clareamento dental a laser contribui para o branqueamento dos dentes.

Um procedimento que oferece conforto, comodidade, agilidade e segurança para os pacientes que buscam aquele sorriso branquinho e arrebatador.

Em contrapartida, também falamos sobre as desvantagens dessa técnica, que costuma ter um custo mais alto e apresenta riscos mais significativos, por mais que seja totalmente acompanhado por um profissional.

E ainda desmistificamos essa ideia de dentes super brancos ao destacar que o efeito clareador varia de pessoa para pessoa.

E que, na verdade, nenhum de nós temos dentes realmente brancos, nem mesmo quando bebês.

As quantidades necessárias de sessões para se alcançar o efeito desejado, bem como os cuidados para manter os resultados por mais tempo também foram pontuados.

Assim como alguns pontos que diferenciam o clareamento dental a laser do método tradicional, também conhecido como clareamento dental com moldeira ou caseiro.

Você também vai gostar de ler